uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Tribunal do Comércio em Vila Franca de Xira só daqui por três anos
Alberto Mesquita

Tribunal do Comércio em Vila Franca de Xira só daqui por três anos

Município vai estudar forma de instalar nas antigas escolas da armada o tribunal que está provisoriamente a funcionar em Loures.

Edição de 26.04.2017 | Sociedade

O Tribunal do Comércio de Vila Franca de Xira só deve ser instalado na cidade, como estava previsto na reforma do mapa judiciário, de 2014, daqui por três anos. Até lá o serviço continua a funcionar de forma provisória em Loures. O tribunal está previsto ficar nas antigas escolas da Armada. A informação foi avançada pelo presidente do município, Alberto Mesquita (PS), que apesar de já saber em que zona do complexo o equipamento vai ser instalado ainda não definiu se o serviço será colocado num edifício a construir ou num já existente que será adaptado.
“Já definimos o espaço exacto para a sua construção mas é um processo que só ficará concluído dentro de três anos. Estamos a desenvolver um estudo prévio para perceber que solução é melhor: se construir um novo edifício ou aproveitar os actualmente existentes na zona”, explica Alberto Mesquita. Para já o autarca está inclinado para a opção de reabilitação, por ser mais barato e porque os edifícios do espaço que pertenceu à marinha de guerra “são sólidos”, apesar de terem sido “construídos há muitos anos”.
A instalação do Tribunal do Comércio em Vila Franca de Xira foi decidida aquando da reorganização judiciária de 2014, que entretanto já teve alterações, mas o equipamento nunca chegou ao município ribatejano por falta de espaços disponíveis. Tal como O MIRANTE já tinha noticiado o município vai comprar as antigas escolas da Armada, na zona ribeirinha daquela cidade, por 8,1 milhões de euros.
De acordo com estudo prévio de ocupação que a câmara pediu para a zona, pretende-se implantar no local além de novos espaços de serviços, empresas, comércio, lazer, desporto e alguma habitação. Os edifícios com traça mais emblemática serão preservados, alguns serão adaptados e melhorados e outros totalmente destruídos. Actualmente existem no local 42 edifícios espalhados por uma área de 12 hectares. As antigas escolas da Marinha, onde funcionou o grupo de escolas nº1 da Armada, foram desactivadas em Agosto de 2009.

Tribunal do Comércio em Vila Franca de Xira só daqui por três anos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...