uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Um motorista de pesados que agora é músico profissional

Alegria é o lema de Mário Pedro. Vive com a música mas não vive da música. Sorriso fácil, olhar atento e a vontade permanente de ajudar o próximo. Mário Pedro, o motorista e músico de Covão do Coelho, Alcanena, que aos 57 anos continua a acreditar no melhor daqueles com quem se cruza na vida.

Edição de 26.04.2017 | Sociedade

Mário Pedro, conhecido de muitos como animador musical de casamentos e espectáculos em festas populares, encontros de amigos e outros interlúdios, revela que a música nasceu com ele. Ainda criança já construía rudimentares instrumentos musicais que usava para acompanhar a voz. Natural do concelho da Batalha, Mário Pedro abraçou a profissão de motorista de pesados e correu mundo para ganhar a vida e criar os três filhos, agora já adultos e independentes a trabalhar fora do país.
A música sempre no coração e nas cordas de uma qualquer viola sempre à mão levaram-no a deixar o serviço internacional de motorista e a optar por ficar por cá, dividido entre a profissão que lhe permite o sustento certo e a música que complementa esse sustento. Há 14 anos decidiu instalar-se com a esposa no Covão do Coelho, concelho de Alcanena, e aceitar o trabalho certo como motorista de pesados de passageiros no Centro de Bem Estar Social de Alcanena (CBESA), um trabalho que considera gratificante porque lhe permite ajudar todos os dias crianças e idosos.
A música é a paixão de Mário Pedro, sócio-gerente da “Musisom Produções”, e os espectáculos sucedem-se um pouco por todo o país aos fins-de-semana. Gosta da música de Tony Carreira e Júlio Iglésias. Diz que as canções destes artistas contam uma história, que se enquadra sempre na vida de alguém e que tocam até os corações dos menos sensíveis.
Mário Pedro toca música para dançar, não música pimba, porque diz não haver um género pimba, mas sim música popular, quatro por quatro, em ritmo de marcha. Toca também samba, kizomba, e música francesa, todos os géneros alegres e populares que agradam ao seu público-alvo que vai desde os mais jovens aos de meia-idade. Nos espectáculos para os quais é convidado introduz sempre um ou dois temas próprios para aferir a adesão do público e o resultado, garante, não podia ser mais positivo. Está a preparar cerca de 30 músicas da sua autoria para um dia gravar um disco.
“Sinto-me feliz por ver os outros sorrirem motivados por algo que eu lhes diga, pela música que toco, pelos gesto que pratico”, uma opinião que caracteriza bem Mário Pedro, o motorista e músico de sorriso fácil e boa convivência que tem sempre uma história para contar.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...