uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Luís Manuel Conceição

Luís Manuel Conceição

Consultor Imobiliário na Century21 Casas do Gótico, 56 anos, Santarém

Edição de 11.05.2017 | Agora Falo Eu

Gosta de conduzir? Nem por isso mas a necessidade obriga.

Em casa faz a separação do lixo? Por comodismo nem sempre o faço mas acho que tenho que me esforçar mais porque temos que preservar o ambiente.

Qual o defeito que mais detesta nos outros? A falta de pontualidade. É uma coisa que pode comprometer tudo o que se planeou para o dia.

Costuma comprar um jornal pelo que vê na primeira página? Sou sincero, não sou comprador regular de jornais mas fico intrigado com algumas notícias. Como recebemos O MIRANTE na empresa, muitas vezes acabo por ficar a saber o desenvolvimento de certas notícias das quais só vi o título.

A que petisco não resiste? Pataniscas de bacalhau, peixinhos da horta, pica-pau... são petiscos que me recordam os tempos antigos.

E vinho? Branco ou tinto? Gosto mais de tinto, principalmente do Ribatejo ou Alentejo. Acompanha bem qualquer comida.

Ainda há dinheiro para comer fora? Mal estava se na minha actividade não conseguisse levar a família a desfrutar dessa boa prática.

Qual o alimento que não comia nem que lhe pagassem? Por muito que custe a algumas pessoas que me desafiam, tripas nem pensar.

É daquelas pessoas que gosta de estacionar o automóvel à porta de todos os locais onde vai? Confesso que sou um pouco comodista mas também tento ficar perto para não perder muito tempo, principalmente quando estou a trabalhar.

Já aderiu à moda das caminhadas? Ainda não me deu para aí mas estou totalmente de acordo com quem pratica, mesmo que seja só por ser moda.

Ainda acredita nos políticos? Porquê? Por incrível que possa parecer a algumas pessoas eu ainda acredito nos políticos. Talvez alguns não mereçam mas é por isso que não podem ser todos metidos no mesmo saco.

Costuma pedir facturas? É para o sorteio? Não tenho por hábito pedir factura só porque existe um concurso mas estou de acordo que toda a gente peça.

Acha que o sistema de justiça funciona em Portugal? Depende da carteira de cada um. Alguns para travar, outros para avançar. Quem não tem dinheiro, espera.

Vale a pena ir votar? O não votar não dá direito de reclamar pois quem não vota deixa para os outros a decisão.

Já alguma vez foi mandado parar numa operação stop? Como reagiu? Já fui mandado parar em algumas operações stop e reagi sempre com tranquilidade. Concordo com aquele tipo de controlo e acho que fazem com que as populações tenham mais confiança nas autoridades.

Costuma gastar dinheiro com o futebol? Sou adepto do Benfica e quando posso vou ao Estádio da Luz. É claro que sofro quando as coisas não correm bem mas, felizmente, nos últimos anos não tenho sofrido muito.

É adepto das redes sociais? Sou adepto das redes sociais e tenho conta no Facebook mas acho que existem pessoas que trazem para a praça pública tudo e mais alguma coisa. E muitas vezes são situações muito complicadas.

Conseguia viver sem telemóvel? Conseguir viver sem telemóvel conseguia... mas não era a mesma coisa.

Se pudesse encarnar uma personagem histórica por um dia qual escolheria? Dom Afonso Henriques para evitar os erros cometidos naquela época.

A quem é que colocava a “cabeça no cepo”, metaforicamente falando? A todos aqueles que não respeitam os outros e que se impõem pela força.

Qual é o seu truque para manter a calma perante um imprevisto? Pensar que somos capazes dá-nos a calma necessária para enfrentarmos qualquer imprevisto.

Os jovens estão motivados para defender as tradições? Na minha opinião já vi piores dias. Acho que começa a haver vontade para não deixar perder aquilo que os nossos antepassados nos deixaram.

O que punha a funcionar na sua terra? A minha colectividade porque trabalhei muito para a sua construção e de há alguns anos a esta parte está inactiva. Faz muita falta a toda a população da minha aldeia.

Custa-lhe levantar-se de manhã para ir trabalhar? Não me custa nada levantar-me para ir trabalhar porque vou fazer aquilo que gosto. Há sempre coisas novas para fazer e tenho sempre muita vontade de ajudar os nossos clientes.

Luís Manuel Conceição

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido