uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Militante Manuel Serra d’Aire

Edição de 25.05.2017 | Emails do Outro Mundo

A minha alma está parva! Após alguns anos hibernada, a ex-presidente da Câmara de Salvaterra de Magos, Ana Cristina Ribeiro, a quem o povo também trata por Anita, decidiu reaparecer em grande estilo, anunciando-se como candidata do Bloco de Esquerda a esse município. Depois de alguns anos em que não pôs os pés nas sessões da assembleia municipal, órgão para o qual foi eleita há quatro anos, a autarca surge agora ressuscitada politicamente e provavelmente com uma boa desculpa para apresentar aos eleitores por essa ausência tão prolongada e pelo facto de não ter representado adequadamente quem nela votou.
Aliás, a ausência de Anita foi tão vincada que nem sequer esteve presente na sessão de homenagem a autarcas do concelho que ocorreu no último 25 de Abril. E como os políticos se pelam por homenagens... Daí ser maior a surpresa com o seu anunciado regresso pela mão do Bloco de Esquerda. Tendo em conta que o anúncio da sua candidatura foi por alturas do 13 de Maio, penso não ser abusivo suspeitar que se trata de uma prova viva e robusta de mais um milagre dos pastorinhos de Fátima, recentemente canonizados.
Alguns moradores de Almeirim andam a reclamar contra o toque da sirene dos bombeiros durante a madrugada e o presidente da câmara, que é também presidente dos bombeiros, diz que os queixosos são uns egoístas que só pensam neles e no seu soninho descansado, esquecendo-se de quem pode estar a necessitar de ajuda urgente.
Não sei se o autarca vive perto dos bombeiros e se também ouve a sirene, mas eu confesso que não gostaria de ver os meus sonhos (sobretudo os mais entusiasmantes) interrompidos pelo uivo de uma sirene que parece o de uma cadela com cio ampliado em muitos decibéis. Sem querer ser juiz desta contenda, há uma dúvida que subsiste: o contacto via telemóvel não seria, enfim, mais eficaz e menos espalhafatoso? Afinal de contas, os telemóveis também servem para telefonar e mandar mensagens, embora muita gente já quase se tenha esquecido disso.
Por outro lado, porque há sempre dois lados da história, é de louvar este preservar das tradições (sugiro até que poderiam também tocar os sinos a rebate, para reforçar o chamamento) e acredito que um dia destes ainda vamos ver as convocatórias para as assembleias gerais dos Bombeiros de Almeirim serem feitas através de sinais de fumo.
Um amigo meu teve a infelicidade de ter de passar pela estação de comboios de Santarém na tarde do passado domingo, quando o calor apertava e a sede despertava. Como em qualquer estação que se preze há um bar aberto para servir os utentes, ele lá se dirigiu rumo à entrada do mesmo, convencido que a porta estava cerrada por causa do ar condicionado. Puro engano. O estabelecimento estava mesmo fechado e nas imediações não havia um café aberto que permitisse beber uma cerveja fresca, tomar um café ou comprar uma água ou um gelado. Isto numa estação de comboios da linha mais movimentada do país e numa capital de distrito! Sem dúvida um pitoresco exemplo de que como se pode danificar com um pequeno pormenor a imagem de uma terra. E ainda dizem que o Entroncamento é que é a terra dos fenómenos...
Saudações calorosas do
Serafim das Neves

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...