uma parceria com o Jornal Expresso
19/08/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Órgãos históricos vão contribuir para que haja mais turistas em Santarém
aposta. Evento pretende divulgar o património organológico de Santarém

Órgãos históricos vão contribuir para que haja mais turistas em Santarém

“3º Ciclo de Órgão de Santarém” é parceria entre Município, Diocese e Misericórdia e vai decorrer em Junho e Julho.

Edição de 01.06.2017 | Cultura e Lazer

“Os órgãos históricos podem e vão ser, num futuro próximo, um motivo de chegada e estada de turistas em Santarém. Estes instrumentos clássicos vão contribuir para fazer com que Santarém seja cada vez mais uma cidade de cultura”. As palavras são da vice-presidente da Câmara de Santarém, Susana Pita Soares, durante a apresentação do programa “3º Ciclo de Órgão de Santarém”, que vai decorrer de 3 de Junho a 30 de Julho na cidade.
A iniciativa resulta de uma parceria entre o município, a Diocese de Santarém e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém, entidades que estiveram representadas na apresentação do programa por Susana Pita Soares, padre Joaquim Ganhão e provedor Mário Rebelo, respectivamente.
O padre Joaquim Ganhão afirmou que este era um momento muito desejado. “Esta programação é um trabalho de quem nunca deixou de acreditar e este momento de apresentação assinala esta vontade de não desistir. Poder colocar o património dos órgãos históricos disponível para as pessoas é de aplaudir. Somos uma cidade que está a mexer cada vez mais mas podemos fazer ainda mais”, afirmou o pároco.
O programa foi apresentado por David Paccetti Correia, principal mentor do projecto, que explicou que o “3º Ciclo de Órgão de Santarém” tem como objectivo dar a conhecer e divulgar o património organológico de Santarém, propriedade da Diocese de Santarém e Misericórdia da cidade. O tema deste ano vai ser “O Canto Gregoriano e o órgão em Portugal” e conta com a participação de 11 organistas, cinco concertos, um recital, uma missa cantada e uma conferência. As entradas são gratuitas.

O programa detalhado
O programa arranca com uma conferência, intitulada “O Canto gregoriano e a arte organística em Portugal: passado, presente e futuro”, no dia 3 de Junho (sábado), pelas 18h00, na Casa de Portugal e de Camões (ex-Presídio Militar). Terá como oradores Filipa Taipina, João Vaz, José Maria Pedrosa Cardoso, Alfredo Teixeira e padre Pedro Miranda. A moderação vai estar a cargo de David Paccetti Correia.
No dia 11 de Junho (domingo), pelas 18h00, a igreja de Nossa Senhora da Graça recebe um concerto de música da idade média - “Liturgia in honorem Beatae Mariae Viriginis”, pelo Coro Gregoriano de Lisboa.
A Igreja de Nossa Senhora da Piedade acolhe, a 17 de Junho (sábado), pelas 11h00, a missa cantada com órgão: “Renascimento e Maneirismo – Missa de Beata Maria Virgine, de Filipe de Magalhães (1571-1672), pela Schola Cantorum da Catedral de Santarém. Daniel Oliveira vai estar no órgão e Pedro Rollin Rodrigues na direcção. A 24 de Junho, pelas 16h00, realiza-se na Catedral de Santarém o Concerto com Coro, Orquestra e Órgão: desde a Idade Média ao Romantismo, pela Schola Cantorum, e com a participação da Orquestra Clássica de Fátima.
A 9 de Julho (18h00), na igreja de Nossa Senhora da Piedade, há Recital de Órgão Barroco, por André Ferreira. No dia 15 de Julho (sábado), a partir das 15h00, haverá sete Mini Recitais de Órgão – Périplo pelo órgãos históricos de Santarém. A 16 de Julho, pelas 18h00, na igreja de Santa Maria de Alcáçova, realiza-se um Concerto de Coro e Órgão: “Classicismo e Pré-Romantismo”.
A 22 de Julho, às 21h00, na Igreja da Catedral de Santarém, decorre um concerto de coro e órgão: “Século XX – Canto gregoriano acompanhado extraído de Nova Organis Harmonia”, pela Schola Cantorum. No último dia, 30 de Julho (domingo), pelas 19h00, realiza-se, na Catedral de Santarém, o concerto com coro e órgão: “Antífonas Marianas” (Século XXI).

Órgãos históricos vão contribuir para que haja mais turistas em Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...