uma parceria com o Jornal Expresso
21/08/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Mais Santarém junta-se ao PS e recebe último lugar da lista à câmara
ACORDO. Jorge Custódio vai integrar a lista do PS indicado pelo Mais Santarém

Mais Santarém junta-se ao PS e recebe último lugar da lista à câmara

Movimento de cidadãos vai ainda indicar três nomes para integrarem as listas do PS para a assembleia municipal e para a União de Freguesias da Cidade.

Edição de 07.06.2017 | Sociedade

O movimento Mais Santarém vai integrar as listas do Partido do Socialista em Santarém nas próximas autárquicas a troco do inelegível nono (e último) lugar da lista à câmara municipal e ainda de três lugares na lista à assembleia municipal e outros três na lista à União de Freguesias da Cidade de Santarém. O movimento, que se apresentou a eleições em 2013, elegeu na altura apenas um elemento para a assembleia municipal.
Na lista do PS à câmara, liderada por Rui Barreiro, o nome indicado pelo Mais Santarém é o do historiador Jorge Custódio, antigo coordenador da candidatura de Santarém a património mundial, que foi suspensa no início de 2002, pouco tempo depois do executivo camarário, então liderado por Rui Barreiro, ter tomado posse. Pouco tempo depois, Custódio deixaria de trabalhar para a autarquia e assumiu outros cargos, como os de director do Museu Nacional Ferroviário e do Convento de Cristo.
Para a assembleia municipal, o Mais Santarém indicou os nomes de Francisco Mendes, Armando Rosa, Fernanda Pires e José Magalhães que integrarão uma lista liderada pelo ex-vereador socialista Joaquim Neto. Os nomes do movimento para integrar a União de Freguesias da Cidade não foram divulgados.

Lista do PS fechada
Foram também já apresentados os restantes nomes da lista do PS à Câmara de Santarém. A seguir a Rui Barreiro estão José Augusto Santos (presidente da Junta de Freguesia de Amiais de Baixo), a professora Virgínia Esteves, a advogada Sofia Martinho, o veterinário João Catela, o empresário André Lopes e as professoras Vânia Botequim e Margarida Pinto.
Em comunicado, o Mais Santarém diz que “esta decisão não compromete de modo algum a nossa autonomia crítica e de acção nos diversos órgãos autárquicos onde os membros do Mais Santarém venham a estar representados. Esta é condição essencial para o Mais Santarém e acordada de forma livre e responsável com o PS”.
E acrescenta: “Este nosso posicionamento favorece e aumenta significativamente a probabilidade de se conseguir outra maioria na gestão da câmara, na assembleia municipal e na assembleia da União de Freguesias da Cidade”.
O Mais Santarém anunciou ainda a criação de uma associação que servirá de estrutura de suporte ao movimento – que foi criado em 2013 como núcleo do Mais Democracia, elegendo um deputado municipal (4,64% de votos) – e terá intervenção cívica, cultural e social.

Mais Santarém junta-se ao PS e recebe último lugar da lista à câmara

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...