uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

As “filmaças” devastadoras no Convento de Cristo

Edição de 14.06.2017 | O MIRANTE dos Leitores

Há anos que o Convento de Cristo em Tomar se degrada. Uns anos mais e outros menos mas degrada-se. Há até muitas zonas do convento que não estão visitáveis por causa dessa degradação. Quem conhece o Convento de Cristo sabe do que eu falo. Não sou especialista em questões de património histórico mas também não sou cego e muito menos parvo. De um momento para o outro porque um realizador de cinema filmou lá umas cenas de um filme e durante esse tempo foram estragadas umas coisitas no valor de 2.900 (dois mil e novecentos euros), ai Jesus, que a casa vai abaixo! Repito, eu não sou cego nem parvo. A mim não me emprenham pelos ouvidos ou pelos olhos.
O Convento de Cristo está a degradar-se a pouco e pouco. Falar em estragozitos provocados por um filme e por estragos que não houve mas, ai meu Deus que poderia ter havido, é conversa da treta. É gato escondido com o rabo de fora. Quem provocou todo este alarido não provocou alarido nenhum parecido com este nos anos e anos de degradação do Convento. Os gatos e os ratos é que têm que ser desmascarados. Os danos provocados pelas filmagens vão ser reparados. Os outros danos, os mais graves, não vão. Essa é que é essa. Como dizia o Jô Soares numa das rábulas do seu programa, “Viva o Gordo - Abaixo o Regime”: “Eu não sou palhaço. Estão-me fazendo de palhaço”.
Fernando de Carvalho

Já li várias notícias em vários jornais sobre o assunto e também vi na televisão. Posso estar enganado mas ninguém foi ver ou tentou ir ver os tais estragos de que todos falam. Acho que é assim que se costuma fazer até porque o Convento de Cristo não fica na Síria...pelo menos não ficava quando eu lá fui há um bom par de anos.
Orlando Pereira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido