uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
OGMA de Alverca envia primeiros componentes para o Brasil

OGMA de Alverca envia primeiros componentes para o Brasil

A empresa portuguesa tem a seu cargo o fabrico da fuselagem central, fabrico e montagem da carenagem do compartimento do trem de aterragem e lemes de profundidade do avião KC-390.

Edição de 03.08.2017 | Economia

A fábrica de material aeronáutico OGMA, de Alverca, concelho de Vila Franca de Xira, iniciou a entrega dos componentes destinados ao segundo avião KC-390 de série, informa a companhia em comunicado. Pouco mais de seis meses depois do envio dos componentes da primeira aeronave de série de um conjunto de 28, destinadas à Força Aérea Brasileira, a OGMA dá “um novo contributo” para que a aeronave de transporte multimissão, concebida pela brasileira Embraer, se torne uma realidade a partir de 2018.
Nas instalações de Alverca são produzidos os 10 painéis que constituem a fuselagem central do avião, as carenagens do trem de aterragem bem como os painéis em compósito que formam o seu revestimento. O transporte destes componentes exige uma operação de logística e de transporte que a empresa justifica de “excepcional”, com os componentes estruturais de maior envergadura a serem transportados em camiões especiais até ao porto de Lisboa, seguindo por via marítima rumo ao Brasil, com destino à fábrica da Embraer, localizada em Gavião Peixoto.
Para Ana Isabel Fernandes, Chief Operations Officer (COO) da OGMA, a entrega do segundo kit de componentes para a produção em série do KC-390 “espelha a competência técnica e humana da OGMA no domínio das aeroestruturas e sublinha o papel que vem desempenhando desde o arranque do projecto para que o KC-390 seja um marco incontornável no panorama aeronáutico internacional”.
Este é um dos projetos mais ambiciosos da Embraer e tem Portugal como maior parceiro internacional. Presente desde a fase inicial de concepção da aeronave, a OGMA tem contribuído para a evolução desta aeronave, nomeadamente no desenvolvimento e gestão da cadeia de fornecimento de peças.
Na fase de industrialização deste programa aeronáutico, a OGMA investiu 35 milhões de euros, dos quais se destaca a aquisição de uma rebitadora automática que permite a incorporação de automação nos processos de montagem e diminui o ciclo de produção.
O KC-390 é uma aeronave de transporte preparada para responder a diferentes missões, nomeadamente busca e salvamento, transporte e lançamento de cargas e tropas, combate a incêndios, reabastecimento em voo e evacuação médica, com capacidade para aterrar em pistas semi-preparadas.

OGMA de Alverca envia primeiros componentes para o Brasil

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...