uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Diogo Costa

Diogo Costa

Director de Marketing e Publicidade Grupo Pedro Choy Salvaterra de Magos

Edição de 23.08.2017 | Agora Falo Eu

A justiça é igual para todos? Eu acredito que vivo num país onde a justiça é igual para todos os cidadãos. Confio plenamente nas nossas instituições.

Gosta de uma boa discussão? Gosto de um bom debate, com argumentos válidos. Respeito a opinião de todos e tento demonstrar sempre o meu ponto de vista. Não sou grande adepto de discussões, sempre que posso tento evitar.

As pessoas preocupam-se mais com a saúde ou com a aparência física? De uma forma geral as pessoas dão mais valor à saúde do que à aparência física. Contudo identifico nos jovens de hoje um cuidado muito grande com a aparência física. Em alguns casos chegam mesmo a extremos, ao colocar a saúde em risco por causa dessa aparência física.

O que tem que fazer um homem para ser um verdadeiro homem? Um homem para ser um verdadeiro homem tem que ser em primeiro lugar uma pessoa de bem. Tem que praticar o bem diariamente. Existem outros aspectos que considero importantes, tais como, ter confiança e segurança em si e ter capacidade para tomar decisões com responsabilidade, gerindo os riscos de cada situação. Um homem para ser um verdadeiro homem, tem que ser respeitoso, saber ouvir e ser gentil. Tem que ter personalidade própria nas conversas. Tem que ter também um instinto protector com quem o rodeia, família, amigos e colegas de trabalho.

Alguma vez escreveu um poema? Nunca escrevi um poema e confesso que não tenho qualquer aptidão para tal.

Sente que seria capaz de ser um bom primeiro-ministro? Não sou uma pessoa que goste muito da exposição pública que está inerente às funções de primeiro-ministro.

Lembra-se da última vez que usou a bicicleta como meio de transporte? Uso com alguma frequência a bicicleta como meio de transporte. Faço, com alguma regularidade, passeios de bicicleta com a família e com amigos.

De quantas horas de sono precisa para acordar bem disposto? Em média, chegam-me 7 a 8 horas para acordar bem disposto.

O que seria para si uma tragédia? Infelizmente vivemos num mundo onde a tragédia é uma constante. Temos assistido a algumas recentemente, como por exemplo os inúmeros fogos que tem assolado o nosso país, como o caso de Pedrógão Grande. A nível mundial estamos na iminência de uma grande tragédia, uma guerra originada pelo conflito entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos da América.

Já se sente à vontade a escrever com o novo Acordo Ortográfico? Sim, escrevo sempre com o novo acordo ortográfica, embora por vezes cometa alguns erros.

Tem a profissão que gostaria de ter? A área do Marketing e da Publicidade sempre me fascinou. Foi nela que me formei e por isso tenho a profissão que sempre idealizei ter.

Sendo o preço médio de mil litros de água da rede um euro e meio, podemos dizer que a água está cara? Sim. Sendo a água um bem essencial à vida deveria ter um preço bastante mais reduzido.

Gostaria de viver numa cidade sem semáforos nem sinais de trânsito? Considero que nesse aspecto sou um privilegiado. Vivo num local, Salvaterra de Magos, onde quase não há trânsito nem semáforos.

Subscrevia uma proposta para termos outro hino nacional? Não subscreveria qualquer proposta para mudar o nosso hino. Sou muito patriota e gosto muito de tudo no nosso país. Acho o nosso hino o mais bonito de todos.

Tem alguma tatuagem ou já pensou em fazer uma? Não tenho tatuagens e nunca pensei fazer nenhuma, contudo gosto de ver tatuagens.

Alguma vez pediu o livro de reclamações? Que me lembre não. Por natureza sou uma pessoa que não tem por hábito reclamar.

O ensino do fandango devia ser obrigatório nas escolas ribatejanas? Não! Sou bastante ligado às tradições mas julgo que não faz sentido. Apesar de gostar de fandango.

Durante quanto tempo é capaz de guardar um segredo? O tempo que for preciso. Sou uma pessoa que sabe guardar segredos.

Como é um dia bem passado? Para mim um dia bem passado, será sempre com os meus filhos.

Alguma vez sentiu orgulho em ser cidadão europeu? Nunca desenvolvi assim tanto o sentimento de cidadania europeia, até porque sinto muitas vezes que a União Europeia não tem a atitude mais correcta para com Portugal. Em primeiro lugar está sempre o meu patriotismo e já senti muitas vezes orgulho em ser português.

Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer? Dizem que sim e eu concordo plenamente.

O que é bom é para se ver? Com conta, peso e medida.

O que gostava de fazer e não faz para não cair no ridículo? Nada em concreto. Por norma sou uma pessoa que faz tudo o que gosta.

Quais as personagens históricas que mais despreza? Desprezo todos aqueles que cometeram graves crimes contra a Humanidade, tais com Adolf Hitler, Josef Stalin, entre muitos outros.

Alguma fez assistiu a uma tourada ao vivo? O que achou? Não só assisti como participei activamente na festa brava. Durante três anos fiz parte do Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Chamusca. Como bom ribatejano que sou sempre gostei muito das nossas tradições. Respeito imenso o toiro e todos os intervenientes de uma tourada.

Era capaz de dar trezentos euros por uns sapatos? Sim, se efectivamente gostasse muito dos sapatos.

Sabe algum refrão de uma cantiga do Quim Barreiros? Sim. Da Cabritinha e da Garagem da Vizinha, por exemplo.

Diogo Costa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...