uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Os incêndios, os eucaliptos e os protestos da oposição em Abrantes

Edição de 23.08.2017 | O MIRANTE dos Leitores

Nos últimos anos um dos assuntos que foi recorrente nas reuniões de câmara de Abrantes foi o da contestação dos vereadores da CDU e PSD aos pareceres positivos dados aos pedidos para replantação e plantação de eucaliptos e também de pinheiros bravos, muitos dos quais feitos por empresas ligadas às celuloses. Até a igreja católica beneficiou desses pareceres, se bem me lembro.
Nesta altura de tragédia atrás de tragédia por causa dos fogos florestais, volta-se a falar do excesso de eucaliptos e pinheiros a nível nacional e, apesar de ter sido aprovada legislação para não autorização de novas plantações de eucaliptos durante os próximos anos, sinto-me na obrigação de criticar a posição da maioria socialista que gere a câmara pelo facto de nunca ter tomado posição pública contra a crescente arborização do concelho com aqueles espécies, até porque nem todas as autorizações foram para reflorestação.
Também houve pareceres positivos a novas áreas de plantio como é fácil verificar pela leitura das actas das reuniões do executivo. A presidente da câmara, Maria do Céu Albuquerque (PS), sempre disse que não podia fazer outra coisa face à legislação existente. Não sei se é verdade mas mesmo sendo verdade sempre podia fazer aquilo que costuma fazer quando não concorda com leis relativas a outros assuntos que é contestar e exigir a sua revisão.
Fernando de Carvalho

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...