uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Município de Santarém reconhecido pelas políticas às alterações climáticas

Município de Santarém reconhecido pelas políticas às alterações climáticas

Cidade é uma das signatárias do Pacto de Autarcas para o Clima e Energia

Edição de 23.08.2017 | Sociedade

A Câmara de Santarém foi reconhecida pela CDP – Driving Sustainable Economies - pela sua aposta em políticas de mitigação e adaptação às alterações climáticas, no âmbito da sua participação no Programa Europeu CDP Cities 2017. Esta organização reúne uma plataforma da Comissão Europeia que conta com mais de 500 cidades, que reportam anualmente os dados para um processo de buscas das melhores práticas (benchmarking) europeias no desempenho local face às alterações climáticas.
Em nota de imprensa, a Câmara de Santarém explica que tem criado, nos últimos anos, as condições para implementar uma estratégia ambiental local, focada em encontrar as soluções para a mitigação e adaptação do seu território, ao fenómeno real que são as alterações climáticas. Santarém é signatária do Pacto de Autarcas para o Clima e Energia. Iniciativa europeia que reúne as autoridades locais e regionais, voluntariamente comprometidas a implementar os objectivos da União Europeia em matéria de clima e energia nos seus territórios. Este movimento começou em 2008 e conta hoje com mais de 6.500 signatários.
O Município de Santarém tem o compromisso de reduzir as Emissões de Gases com Efeito de Estufa em 21% até 2020, meta assumida no seu Plano de Acção para as Energias Sustentáveis (PAES), intitulado “Ambiente & Desenvolvimento 20+”, ao qual estão associados projectos ambientais inovadores como Raízes da Sustentabilidade que concretiza uma medida de mitigação de criar sumidouros de dióxido de carbono (CO2) públicos e em parceria com privados.
Recentemente, em cooperação com a CIMLT - Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo -, encontra-se em desenvolvimento o processo para a elaboração da Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC), que vai permitir identificar as vulnerabilidades actuais e futuras e indicar as opções de adaptação e/ou mitigação, tendo em conta as especificidades do território de Santarém.
Portugal encontra-se entre os países europeus com maior vulnerabilidade aos impactes das alterações climáticas e os cenários são preocupantes, nomeadamente: O aumento significativo da temperatura média anual em todas as regiões do país; o aumento da temperatura de Verão até aos sete graus no interior com incremento da frequência das ondas de calor; alterações significativas do ciclo anual da precipitação com tendência de redução da precipitação durante a Primavera, Verão e Outono, entre outros impactes negativos no equilíbrio necessário para o bem-estar das pessoas.
A implementação das políticas públicas de Alterações Climáticas ao nível local é um desafio para os municípios, exigindo uma aposta decisiva na capacitação organizacional e numa visão de trabalho em rede com os vários interessados (stakeholders). Como é o caso da Comissão Europeia, academias, organizações não-governamentais e especialistas nos vários domínios ambientais que se identificaram como prioritários para iniciar um processo de mudança de comportamentos da sociedade e uma atitude institucional de preservação e protecção ambiental.

Município de Santarém reconhecido pelas políticas às alterações climáticas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...