uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Novo quartel dos Bombeiros de Vialonga após muitos anos de luta
Fernando Ferreira da Fonseca é vice-presidente da corporação

Novo quartel dos Bombeiros de Vialonga após muitos anos de luta

Mudanças de governo foram adiando projecto de quase um milhão de euros. Novas instalações vão acabar com um problema que afecta a operacionalidade da corporação. Muitas vezes as viaturas de combate a incêndios não conseguem sair do quartel devido aos eventos desportivos que ocorrem na zona e que fazem com que as ruas fiquem cheias de carros.

Edição de 23.08.2017 | Sociedade

“Após muitos anos de luta finalmente conseguimos o novo quartel”. O contentamento é de Fernando Ferreira da Fonseca, vice-presidente e sócio fundador dos Bombeiros de Vialonga e um dos que mais tem batalhado por melhores condições para a corporação. As obras já começaram e agora é esperar que o quartel fique pronto em Junho do próximo ano. A empresa que vai construir o quartel, a Joaquim Fernandes Marques & Filho, já limpou o terreno, perto do Centro Comunitário, e os trabalhos em grande força vão começar a notar-se a partir de Setembro.
Fernando Ferreira da Fonseca lembra que a corporação esteve “várias vezes perto de conseguir um terreno mas entretanto os Governos caíam e as promessas caíam todas em saco roto”. Recorda também que esteve em vista um outro terreno mas que acabou por ser posto de lado porque ficava dentro da povoação e pretendia-se um espaço mais afastado “para as saídas serem feitas de forma rápida”.
A dificuldade na saída do antigo quartel é precisamente o maior problema e que mais peso teve na luta por um novo quartel. “Onde estamos agora não temos condições para os carros de incêndio passarem. Ficam bloqueados quando há eventos desportivos na zona, que são muitos. A rua fica cheia de carros e não conseguimos sair com as viaturas. Já chegámos a ter ali os carros presos e a ter de pedir ajuda a outros corpos de bombeiros acudirem a situações às quais não conseguimos chegar”, refere Fernando Ferreira da Fonseca.
Agora a única coisa que é preciso alterar é o sentido proibido da rua que fica de frente para o novo quartel. “Isto vai ter de mudar. Se houver algum incidente ali em frente não podemos perder tempo a ir dar uma volta de um ou dois quilómetros para lá chegarmos quando a direito são uns 200 metros”, defende o vice-presidente.
A Câmara de Vila Franca de Xira financia a obra em mais de 213 mil euros. As novas instalações representam um investimento de 950.713,73 euros (acrescidos de IVA), comparticipado por fundos comunitários no âmbito do “Portugal 2020” e pelos Bombeiros de Vialonga. O terreno onde o novo quartel vai ficar estava destinado à Igreja mas o padre João Prego compreendeu a necessidade de ajudar: “Tratou de tudo com a comissão da igreja e foi quase imediato o sim deles para nos cederem o terreno, com a promessa da câmara de encontrar outro espaço para fazerem a nova igreja”, contou Fernando Fonseca.

Eleições com a obra quase no final
Os Bombeiros de Vialonga vão ter eleições em Março, três meses antes do prazo previsto para a conclusão do quartel. Fernando Ferreira da Fonseca faz votos de que a construção esteja já bem adiantada nessa altura. “Alguns de nós, da direcção, e dos corpos sociais, vão sair certamente. Se calhar até saímos todos e arranja-se uma nova direcção, o que seria bom porque é preciso vir gente nova com ideias novas, mais ágeis. Pela minha parte continuo disponível para ajudar sempre que me chamarem e que for preciso, com todo o orgulho que me dá”.
A corporação dos bombeiros de Vialonga conta de momento com 17 funcionários além dos bombeiros voluntários. O vice-presidente da corporação revela que existem conversações com a Câmara de Vila Franca de Xira para permitir a contratação de pelo menos mais três bombeiros profissionais.

Novo quartel dos Bombeiros de Vialonga após muitos anos de luta

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...