uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Joana  Palácios Pinto

Joana  Palácios Pinto

Assistente Dentária Clinicalm – Clínica Médica e Dentária - Almeirim

Edição de 30.08.2017 | Agora Falo Eu

Gosta de comemorar o seu aniversário? Por enquanto gosto mas daqui a mais uns aninhos sou capaz de já não gostar tanto.

Qual foi o melhor presente que já recebeu? E o mais divertido? O melhor presente que recebi foi quando o meu namorado me pediu em casamento no mesmo dia do meu aniversário. O presente mais divertido que me deram foi um conjunto de pequeno-almoço do Noddy e o boneco.

O que é que nunca pode esquecer quando sai de casa de manhã? As chaves do trabalho.

Nota que as pessoas se preocupam mais com a saúde? As pessoas cada vez mais se preocupam com a sua saúde mas em relação à área da saúde preventiva ainda ficam muito aquém do desejado. Deveriam fazer um “check-up” pelo menos de 6 em 6 meses para ver se está tudo bem. Ajudava a prevenir muitas doenças.

Qual a pior coisa que lhe podem fazer? O mais importante não é o que nos podem fazer mas sim a forma como reagimos ao que nos fazem.

Gosta de vinho? Não gosto de vinho. Nem de branco, nem de tinto. Quanto muito sou capaz de beber um pouco de rosé. às refeições bebo água e por vezes, aos fins-de-semana, bebo sumo.

No Verão alinha nuns caracóis e numa cerveja? Não gosto de caracóis, nem de cerveja.

Quando vai de carro a algum lado, faz tudo para ficar o mais perto possível do sítio onde tem que ir? Não tenho automóvel mas quando vou com o meu namorado não fazemos questão de ficar o mais perto possível do local onde vamos. Se há lugar à porta, muito bem, mas se não há estacionamos mais longe, vamos a pé. Não podemos ser comodistas ao ponto de querermos estacionar dentro dos locais onde queremos ir.

Já aderiu à moda das caminhadas? Agora com estes dias de sol tenho aproveitado para fazer as minhas caminhadas matinais vindo a pé para o trabalho mas as caminhadas ou as corridas não são uma moda. Fazem parte de um estilo de vida saudável que as pessoas cada vez mais estão a adoptar.

Costuma dar dinheiro a mendigos? Não costumo dar dinheiro a mendigos. Prefiro ajudá-los oferecendo-lhes uma refeição pois assim sei que lhes estou a dar algo que lhes fará bem. Se lhes desse dinheiro provavelmente iriam gastá-lo em algo que lhes iria fazer mal à saúde.

Que apreciação faz no nosso sistema judicial? O nosso sistema judicial não funciona mal mas há sempre aspectos que podem ser melhorados para termos uma “justiça perfeita”.

Vale a pena ir votar? Eu acho que vale a pena ir votar pois temos que dar a oportunidade aos candidatos de nos provarem que têm competência para ocupar o cargo para o qual se estão a candidatar.

Há demasiadas operações stop? O meu namorado já foi mandado parar uma vez numa altura em que eu ia com ele. Penso que estas operações são importantes para que se possa ter um controle dos condutores pois muitos têm irregularidades nos seus automóveis pondo em risco a vida deles próprios e as nossas.

Gosta de futebol. Vai ver ao estádio? Não costumo gastar dinheiro com o futebol e nem sequer tenho o hábito de ir ao estádio ver os jogos pois não ligo muito mas sou benfiquista desde que nasci.

Costuma programar os seus dias? Tem uma agenda? Normalmente no meu a dia-a-dia não uso agenda mas tenho várias que uso em casa para anotar as datas importantíssimas das quais não me posso mesmo esquecer ou para agendar consultas médicas. Não tenho o hábito de programar o meu dia-a-dia, simplesmente deixo o dia fluir dentro da normalidade.

Conseguia viver sem telemóvel? Conseguia viver sem telemóvel mas por poucas horas. Hoje em dia já estamos tão viciados nessa tecnologia que não conseguimos prescindir dela. Com o telemóvel podemos aceder a aplicações que andam muito na moda em qualquer lugar e a qualquer momento, o que nos deixa ainda mais viciados no seu uso.

Se pudesse ter um super poder, qual escolheria? Escolheria o poder de acabar com a maldade no mundo.

Como reage a um imprevisto? Quando acontece um imprevisto tento manter a calma para não tomar decisões precipitadas ou ter atitudes menos correctas das quais me venha a arrepender.

Do que sente saudades? Sinto saudades de ser criança porque nesse tempo era tudo bem mais fácil. Não tinha responsabilidades nem preocupações como agora e tinha capacidade para arranjar sempre solução para tudo.

Levanta-se para ir trabalhar, sem sacrifício? Depende dos dias mas por norma levanto-me bem pois gosto muito do que faço e quando gostamos da nossa profissão não nos custa tanto levantarmo-nos.

Conseguia viver sem música? Não consigo imaginar a minha vida sem música. Ajuda-me a descontrair e a desanuviar dos maus momentos da vida. Sempre que posso ouço música. Nas minhas caminhadas para o trabalho vou a ouvir música e no trabalho também ouço música todo o dia. Adoro.

Há algum animal que gostasse de ter e não pode? Sempre quis ter um pinguim mas sei que é um desejo irrealizável. Os pinguins precisam de viver no seu habitat natural e eu não podia, simplesmente, metê-lo dentro da minha banheira com água fria, como achava que podia, quando era criança.

Gosta de touradas? Não sou aficionada.

Qual o melhor local onde se lembra de ter estado? Na costa alentejana. Adorei as paisagens, o sossego, as tradições, a comida as pessoas... tudo. Foi simplesmente inesquecível. É algo que quero repetir.

Joana  Palácios Pinto

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido