uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“O MIRANTE é um jornal regional mas é mais procurado quando tem notícias da terra”
Mónica Romão está satisfeita com a forma como está a correr o negócio

“O MIRANTE é um jornal regional mas é mais procurado quando tem notícias da terra”

Mónica Romão faz artesanato que comercializa com jornais e material de papelaria

Edição de 30.08.2017 | O MIRANTE vende-se aqui!

Quem mora em Cotovios, Vila Franca de Xira, e gosta de artigos de artesanato e bijuteria personalizados sabe que os pode encontrar na papelaria Art&Papel. São peças feitas manualmente por Mónica Romão.
A artesã e comerciante nasceu nas Caldas da Rainha e chegou a morar em Vialonga. Quando os pais se instalaram em Trancoso de Baixo mudou-se para os Cotovios para ficar mais perto deles e deixou o emprego que tinha numa transportadora em Lisboa, onde atendia as reclamações dos clientes.
Diz que o trabalho que tinha lhe estava a dar cabo da saúde e conta que nos Cotovios começou por abrir um quiosque chamado “Turma da Mónica”. O sucesso do quiosque levou-a a abrir a papelaria Art&Papel onde vende jornais, revistas, artigos de papelaria, material escolar e os artigos de artesanato e bijuteria.
“No quiosque passei a ter muito mais tempo livre, por isso comecei a comprar peças de bijuteria e fazer estes colares e brincos. Depois passei para pintar caixas de madeira e a experimentar outras coisas e acabei por comprar uma máquina de costura”. A venda do artesanato ajuda a diversificar a oferta da papelaria, que Mónica gostaria que fosse considerada uma boa alternativa a outros estabelecimentos, nomeadamente os hipermercados.
“As pessoas deviam comprar mais no comércio local, em especial aqui nos Cotovios, onde não é mais caro que noutros locais. Assim ajudavam as pessoas da terra onde vivem a manter os seus negócios. Já para não falar que nas grandes superfícies perde-se tempo e as pessoas acabam por ser induzidas a comprar muitas coisas que por vezes não lhes fazem falta”, refere.
Mónica é a gerente e única responsável pelo espaço. Tem clientes fixos que procuram principalmente o Correio da Manhã e que registam os boletins dos Jogos Santa Casa, coisa que não podiam fazer no quiosque anterior e que encararam como uma boa novidade na papelaria.
“Tive uma semana cheia de sorte em Maio. Num dia saiu um prémio de 500 euros numa raspadinha, depois foram mais 500 e no terceiro dia foram mais três ou quatro prémios de 100 euros. As pessoas até vinham cá perguntar o que se andava a passar para estarem a sair tantos prémios!”, conta.
A época alta é entre Setembro e Dezembro devido ao primeiro período escolar e à encomenda dos livros e cadernos de actividades e compra de restantes artigos de papelaria para os mais novos.
Embora reconheça que “as pessoas cada vez lêem menos jornais” diz que continua a ter clientes. Sobre O MIRANTE sabe que é um jornal bastante lido. “Há pessoas que aproveitam o facto de O MIRANTE ser distribuído aos sábados com o Expresso. E também há muitas que gostam mais de o ler online, tanto no site como no Facebook”, explica.
Embora os clientes percebam que o jornal tem uma vasta área de abrangência, procurando dar notícias de vários concelhos, Mónica Romão ouve muitos clientes dizerem que procurariam mais O MIRANTE
se as notícias fossem todas dos Cotovios, Alhandra e do resto da freguesia.

“O MIRANTE é um jornal regional mas é mais procurado quando tem notícias da terra”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido