uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

GNR anda a apanhar detectores de radares que rendem multas avultadas

Edição de 30.08.2017 | Sociedade

Se tem um aparelho para detectar radares de velocidade usados pelas forças policiais, pense duas vezes antes de os usar. Primeiro porque a multa é cara e depois porque a GNR anda à caça desses aparelhos no distrito de Santarém. Só em dois meses já encontrou seis e quem é apanhado paga uma coima de 500 euros, no mínimo.
Em três dias, entre 21 e 24 de Agosto, o destacamento de trânsito de Santarém da GNR já apreendeu três aparelhos. Já há um mês, entre 30 de Junho e 3 de Julho, a Guarda tinha apreendido outros três equipamentos detectores de radares, durante a primeira fase da operação “Hermes – Viagem Tranquila”.
Os militares da Guarda verificaram a existência dos detectores de radares no interior de veículos durante as acções de fiscalização e nem é preciso mandar parar os veículos para olhar para o interior, porque a guarda tem meios para conseguir localizar os aparelhos à distância. Até ao momento a GNR não tem qualquer operação específica dirigida a este tipo de situação. As situações têm sido detectadas pelas viaturas descaracterizadas da GNR que fazem o controlo de velocidade com sistemas de vídeo, sobretudo nas auto-estradas e estradas nacionais de maior movimento. Os detectores apreendidos, segundo o Comando Territorial de Santarém, estavam instalados em veículos fiscalizados. “Os equipamentos são destinados a revelar a presença dos aparelhos especiais de controlo de velocidade em uso nas forças de segurança, tendo sido apreendidos e elaborados os respectivos autos de contra-ordenação”, informa a guarda.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido