uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Marido e mulher morrem na piscina da sua casa
Miguel Rodrigues foi quem encontrou os corpos

Marido e mulher morrem na piscina da sua casa

Familiares e vizinhos acreditam que se tratou de um acidente

Edição de 30.08.2017 | Sociedade

A morte de Adelino e Alcina Fernandes numa piscina é o tema de conversa nas ruas e cafés na pequena aldeia de Areias, concelho de Ferreira do Zêzere. A versão mais plausível é a de que Alcina Fernandes, 78 anos, tenha escorregado e caído à piscina e que o marido, Adelino Fernandes, 76 anos, tenha morrido também quando a tentava salvar.
O facto de o casal não ser visto há algum tempo causou estranheza na terra e o dono do café O Vianense, Miguel Rodrigues, tomou a iniciativa de subir ao muro que separa o quintal da casa do casal das traseiras do seu café. Foi quando viu os corpos a boiar na piscina. O comerciante conta que Alcina tinha dificuldades de visão e Adelino tinha problemas na anca.
A tese de que Adelino tenha morrido ao tentar salvar a mulher é sustentada pelo facto de as roupas e os óculos de Adelino estarem junto à piscina. O casal não tinha filhos, segundo revela Américo Antunes, sobrinho, que reside em Lisboa e que costuma estar em contacto com os tios. Américo diz a O MIRANTE que achou estranho a ausência e alertou um primo que vive em Areias.
Manuel da Graça Fernandes, irmão de Adelino, também partilha da tese de que se tratou de um acidente. “Não houve sinais de arrombamento e não faltava nada em casa”, revela, acrescentando que a situação “foi um choque para mim e para toda a aldeia de Areias. Davam-se bem com toda a gente”, conclui.
Devido ao avançado estado de decomposição dos corpos estima-se que o acidente tenho no dia 22 de Agosto. Adelino Fernandes nasceu no Cidral, uma aldeia próxima de Areias. Viveu em Moçambique, mas voltou após o 25 de Abril e foi aí que conheceu Adelina, nascida em Casais, outra aldeia nas proximidades. Adelino foi funcionário da Carris em Lisboa e Adelina trabalhou nas limpezas.

Marido e mulher morrem na piscina da sua casa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido