uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Doutor Patas está permanentemente disponível para tratar casos muito urgentes

Doutor Patas está permanentemente disponível para tratar casos muito urgentes

Centro Médico Veterinário da Drª Sandra Pilar funciona há dezoito anos

Edição de 06.09.2017 | Economia

O Doutor Patas - Centro Médico Veterinário do Entroncamento, completou no dia 1 de Setembro 18 anos de existência e a sua Directora Clínica - Dr.ª Sandra Pilar Agostinho - afirma que o seu entusiasmo e da sua equipa para cuidar dos amigos de companhia é o mesmo do primeiro dia, agora reforçado com mais e melhores recursos e uma disponibilidade de 24 horas para tratar de todos os casos urgentes.
A funcionar há 18 anos, o Centro Médico Veterinário Doutor Patas, da Médica Veterinária Sandra Pilar Agostinho, presta todos os serviços associados à saúde animal, sobretudo a cães, gatos e alguns animais exóticos. Tem consultas de rotina e de acompanhamento, faz vacinação, desparasitação, análises, destartarização, tosquias e banhos. Dispõe de raio x digital, ecografia e realiza cirurgias a tecidos moles e cirurgias ortopédicas. Tem ainda serviço de internamento e serviço domiciliário para casos em que não é possível a deslocação por parte dos cuidadores dos animais.
“Um animal deve visitar o seu médico veterinário pelo menos duas vezes por ano para verificarmos se está tudo bem. Quando bebés, os animais devem vir ao médico com maior regularidade uma vez que estão mais susceptíveis a apanharem doenças, sendo que as mais frequentes são patologias gastrointestinais, que na maioria das vezes se podem evitar através de um maneio e uma vacinação adequada”, explica Sandra Pilar Agostinho.
Segundo ela os cuidadores dos seus pacientes preocupam-se cada vez mais com a saúde dos mesmos o que é algo que gosta de realçar. “Nota-se uma evolução na mentalidade dos portugueses no que toca à saúde dos animais. Preocupam-se mais trazendo-os com frequência às consultas de rotina e vacinação, apostando cada vez mais na medicina de prevenção deste novo elemento da família”, explica.
O que Sandra Pilar Agostinho lamenta, dado que não vê ainda uma alteração radical nos hábitos da população, é a questão do abandono dos animais de companhia que ocorre todos os anos, nomeadamente no Verão, embora acredite que a médio e longo prazo se vão registar mudanças de comportamento, provocadas por uma cada vez maior consciencialização das novas gerações e pela entrada em vigor da lei segundo a qual os maus tratos a animais passaram a ser crime.
No entanto alerta para certos exageros na análise daquilo que pode ser crime. “Uma coisa é ter o animal outra é mal tratar o animal e não lhe dar o mínimo de condições de vida. Nem todas as pessoas que têm animais de companhia os podem ter em casa, alguns podem estar no exterior sem que isso afecte o seu bem estar e a sua qualidade de vida. E isso não é crime”, refere.
“Ter um animal é um compromisso para a vida. Temos de ter consciência do tempo de vida médio de cada espécie e do esforço que isso poderá implicar num futuro”, refere, mas remata que “todos os esforços valem a pena, tendo em atenção tudo o que nos dão”.
O Centro Médico Veterinário Doutor Patas, no Entroncamento, tem serviço de atendimento permanente para responder a casos de extrema urgência, apesar de funcionar de segunda a sábado, em horário alargado. Aos sábados o Doutor Patas abre às 10h00 e encerra às 19h30, com intervalo para almoço das 13h00 às 15h00 e de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 20h30.
Situado no nº 97 da Rua D. Afonso Henriques (Rua da Estação), no Entroncamento, o Doutor Patas pode ser contactado através do telemóvel 965 617 565, da sua página no Facebook ou através do endereço electrónico [email protected] Há facilidade de estacionamento no local.

Doutor Patas está permanentemente disponível para tratar casos muito urgentes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...