uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sopas e opiniões para todos os gostos em Santarém

Sopas e opiniões para todos os gostos em Santarém

Na segunda edição do Festival das Sopas, O MIRANTE foi perguntar a algumas crianças qual é a sua relação com esse prato.

Edição de 06.09.2017 | Economia

A segunda edição do Festival das Sopas em Santarém decorreu no primeiro fim-de-semana de Setembro no Jardim da República, organizado pelo Grupo de Danças e Cantares Ribatejanos, tendo havido também lugar para o folclore com a participação de grupos de vários pontos do país. Entre o público, O MIRANTE encontrou várias crianças a quem aproveitou para perguntar qual é a sua relação com a sopa, prato que nem sempre é bem acolhido pelos mais novos. E, como em quase tudo na vida, as opiniões dividiram-se.
Algumas crianças garantiram já terem provado todas as sopas a concurso e várias apontaram o caldo verde como sendo a sua favorita, garantindo que estava muito boa. Apesar de aquele ser um dia voltado para a sopa, várias admitiram que nos restantes dias a história é bem diferente e às vezes é preciso um pequeno empurrão dos pais para que a sopa seja ingerida.
Os irmãos Gonçalo Nascimento e Eduardo Nascimento, de 10 e 13 anos, têm uma sólida posição em relação ao assunto, afirmando que a sua sopa predilecta é canja. Gonçalo admite não gostar nada de sopa da pedra, “porque leva pedra”, recusando-se a comê-la. Já Eduardo não quer ter nada a ver com sopa de abóbora, mas prometeram que iriam provar as sopas presentes no festival, juntamente com mais elementos do rancho, assim que terminassem as actuações.
Tomás Martins, de 11 anos, prefere não participar nas provas de sopa. Explica que, em casa, os pais bem tentam que ele a coma, confessando que por vezes consegue escapar-se. Mas mesmo assim garante que lá em casa “é o melhor a comer sopa”.
A aversão à sopa não é partilhada por todas as crianças ali presentes. Encontramos algumas que adoram esse prato, como é o caso de Iara Martins e Carolina Félix, de 7 e 9 anos de idade, que estavam tristes de ainda não terem tido oportunidade de experimentar nenhuma das que estavam a concurso. “A minha preferida é a de espinafres”, afirmou Iara, que assegurou comer sopa todos os dias, admitindo que a sua mãe tem um papel importante ao garantir que tal aconteça.

Sopas e opiniões para todos os gostos em Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...