uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Santarém é capital nacional do Gótico, da Agricultura e da Gastronomia

Santarém é capital nacional do Gótico, da Agricultura e da Gastronomia

Dinamização do sector da restauração tem sido a chave para dar vida ao centro histórico

Edição de 13.09.2017 | Suplemento Viver no Ribatejo

Apesar de ainda não ter a chancela da Unesco, Santarém assume com toda a propriedade a designação de Capital do Gótico devido à grande concentração no seu centro histórico de edifícios com aquele tipo de arquitectura. Essa é a vertente histórica do concelho que também tem uma grande ligação à agricultura, sublinhada por uma Feira Nacional de Agricultura conhecida em todo o país.
O concelho ganhou maior visibilidade graças ao Festival Nacional de Gastronomia e o município tem-se empenhado na modernização e internacionalização do mesmo e na sua utilização para atrair mais investimentos nessa área, para se juntarem aos que já foram feitos por empresários da restauração.
Nos últimos anos, tais investimentos ajudaram a dinamizar a cidade e os jovens, nomeadamente os que estudam no Instituto Politécnico de Santarém já não sentem necessidade de se deslocar para encontrarem oferta adequada às suas necessidades, o mesmo acontecendo com uma parte significativa da população.
A criação de um Gabinete de Apoio ao Investidor e de um Portal do Investidor permitiu ao município dar um maior apoio ao empreendedorismo e aos potenciais investidores no concelho.
No Portal do Investidor na zona “Oportunidades”, foi criada uma bolsa imobiliária onde particulares e empresas podem colocar gratuitamente propostas para compra e venda de imóveis. Outra inovação é o contacto directo via e-mail, com resposta num prazo máximo de 24 horas, com excepção dos fins-de-semana.
O Gabinete de Apoio ao Investidor da Câmara de Santarém tem em funcionamento o programa Via Expresso Investidor que garante redução de taxas até 30% a quem pretenda investir no concelho, destinado a pessoas colectivas ou singulares que pretendam criar a sua própria empresa ou expandi-la em qualquer sector de actividade. Já o Via Expresso Jovem, um projecto semelhante mas destinado a investidores com idade entre os 18 e 35 anos, proporciona redução nas taxas até 50%.
Santarém tem uma boa rede de escolas e infantários e uma boa rede de estradas. O apoio dado às inúmeras colectividades e associações, tanto a nível desportivo como cultural, a par do dinamismo das mesmas, é um elemento importante para o desenvolvimento do concelho.
Através da empresa Águas de Santarém o município conseguiu, apesar da extensão do seu território e da dispersão das localidades, ter uma cobertura próxima de cem por cento, tanto a nível de água como de saneamento, contribuindo para a eliminação de inúmeros focos de poluição.
As antigas instalações da Escola Prática de Cavalaria permitiram a localização em Santarém de novos tribunais, beneficiando a população local e dos concelhos vizinhos e contribuindo para a dinamização da economia local.
O Teatro Sá da Bandeira tem uma programação cultural regular e em termos de cinema é uma excelente alternativa aos filmes comerciais das salas do centro comercial. As associações de cultura promovem inúmeras iniciativas. O Núcleo Museológico de Arte e Arqueologia, na Igreja de S. João do Alporão, a Torre das Cabaças, a Casa do Brasil, o Convento de S, Francisco, o Museu Diocesano, a Igreja do Milagre, a Sé, o Jardim das Portas-do-Sol, são alguns dos muitos locais visitados pelos turistas.

Um concelho histórico cada vez mais moderno

Capital de distrito, Santarém é sede de concelho, subdividido em 18 freguesias, com 552,54 km² de área e 61.752 habitantes (2011). Dista de Lisboa 66 km e do Porto 242 km, sendo atravessado pelas auto-estradas A1 e A15, beneficiando ainda da ligação à A13 através da Ponte Salgueiro Maia. Excelentes acessibilidades, a somar à linha férrea que cruza a cidade ribeirinha, trazem a Santarém uma renovada centralidade no país.
As dezoito freguesias são: Abitureiras, Abrã, Alcanede, Alcanhões, Almoster, Amiais de Baixo, Arneiro das Milhariças, Gançaria, Moçarria, Pernes, Póvoa da Isenta, Vale de Santarém e as uniões de freguesias de Achete, Azóia de Baixo e Póvoa de Santarém; Azóia de Cima e Tremês; Casével e Vaqueiros; Cidade de Santarém; Romeira e Várzea; S. Vicente do Paúl e Vale de Figueira.
Terra de história, o centro urbano possui um património monumental notável. Apelidada de “Capital do Gótico”, Santarém tem ruas estreitas e sinuosas, típicas de uma cidade que se desenvolveu entre muralhas. Apesar da sua dimensão territorial, Santarém tem uma boa rede de escolas e infantários e de equipamentos de apoio social e tem uma cobertura a nível de água e saneamento próxima dos cem por cento. É um bom concelho para viver e investir, onde o ensino superior politécnico acrescenta saber.

Santarém é capital nacional do Gótico, da Agricultura e da Gastronomia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques