uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Alunos de excelência contam os segredos do sucesso escolar

Alunos de excelência contam os segredos do sucesso escolar

Município de Santarém voltou a distinguir estudantes dos vários ciclos do ensino obrigatório que se destacaram pelos resultados obtidos.

Edição de 21.09.2017 | Sociedade

Não há pai nem mãe que não sonhe ter filhos que sejam bons alunos. Mas será que basta ir às aulas? Será que é necessário dedicar muito tempo ao estudo? O MIRANTE foi descobrir entre os jovens dos vários estabelecimentos de ensino do concelho de Santarém que receberam, do município, os diplomas do Quadro de Valor e Excelência referentes ao ano lectivo 2016/2017 quais os segredos do seu sucesso escolar.
Tomás Arroteia, de 11 anos, vai começar a frequentar o 7.º ano no Colégio Infante Santo (Tremês) e já não é a primeira vez que é distinguido. “O ano passado, quando estava no 5.º ano, também recebi este prémio”, refere orgulhosamente enquanto exibia o seu mais recente diploma. “Este ano tive tudo cincos menos a Português e a Educação Visual, que tive quatro”, revela o jovem escalabitano, confessando que não passa o tempo a estudar e que tudo se consegue conciliar. “Eu até ando nos escuteiros”, adianta.
Nos tempos livres, Tomás gosta de ler, de pesquisar na internet, de brincar com os amigos e andar de bicicleta, mas quando chega a hora de estudar aplica-se a fundo. “Gosto muito de estudar, por isso dedico-me bastante e quando estou nas aulas costumo estar muito atento. É assim que tenho boas notas”, ri-se.
Foi à espera de tirar uma fotografia para recordação com os seus familiares e amigos que encontrámos Laura Batista. Pertencente ao Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques (Pernes) e quase a iniciar o 10.º ano, a jovem de 14 anos, que também é escuteira, conta que já tinha recebido o prémio no 6.º ano. “Não foi uma novidade”, afirma, referindo que teve cinco a quase tudo menos uma disciplina. “O professor não quis dar, eu também não quis pedir nova avaliação”, explica a mãe da aluna distinguida ao mesmo tempo que olhava orgulhosa para a filha.
“Eu só costumo estudar uns dias antes do teste”, afirma Laura, dizendo que raramente falta e está atenta nas aulas, o que lhe chega para ter boas notas. “Ela capta muito facilmente tudo o que dão nas aulas, é o que lhe vale”, admite a mãe.
Mais à frente, à espera de tirar uma fotografia, estava também Joana Isidoro. Acompanhada dos pais, a jovem de 17 anos prestes a começar o 12.º ano do Curso de Técnico de Comércio da Escola Técnica e Profissional do Ribatejo, diz que a primeira vez que recebeu os dois diplomas do Quadro de Valor e Excelência foi o ano passado, quando estava a iniciar o 11.º ano. “A média do ano passado foi de 16 valores”, conta orgulhosa a O MIRANTE. E admite: “O segredo de ter boas notas é estudar muito. Mas também não deixo de fazer aquilo que mais gosto como estar com os amigos, estar no computador e ouvir música. Há que saber conciliar tudo”.
Pedro Cardoso, de 15 anos, pertence ao Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal Machado (Santarém) e quase a começar o 10.º ano já anda nestas andanças desde o 5.º ano. “Tenho tido sempre boas notas mas a dificuldade vai sempre aumentando e é cada vez mais difícil manter-me no mesmo nível. Esforço-me para me manter assim porque é um orgulho para a minha família e para mim próprio”, confessa o aluno escalabitano.
Mas nem só de estudos vive o Pedro. Para além de ter praticado hóquei durante oito anos, costuma sair com os amigos, ir ao cinema e jogar futebol. “É um modo de descontrair um bocado para não estar sempre focado no estudo”, admite. Quanto ao segredo do seu sucesso escolar, Pedro confessa: é estar atento nas aulas e, sobretudo, estudar. “Faço resumos e tento reter a matéria toda para que nos testes não tenha nenhuma dificuldade ou mesmo uma branca”, afirma.

Alunos do CENFIM e do Jardim-Escola João de Deus também homenageados

Este ano a cerimónia de entrega dos diplomas do Quadro de Valor e Excelência, que decorreu no dia 6 de Setembro no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), distinguiu os melhores alunos do 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e do ensino secundário e profissional do ano lectivo 2016/2017. Abrangeu alunos do CENFIM e do Jardim-Escola João de Deus, para além dos alunos dos Agrupamentos de Escola Sá da Bandeira, Dr. Ginestal Machado, Alexandre Herculano e D. Afonso Henriques, Colégio Infante Santo, Escola Profissional Vale do Tejo e Escola Técnica e Profissional do Ribatejo. Foram ainda atribuídas 50 bolsas de estudo que incluem dois anos lectivos a 25 alunos do concelho.

Alunos de excelência contam os segredos do sucesso escolar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...