uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Eleitoralismo é criticar as obras feitas em campanha eleitoral

Edição de 28.09.2017 | O MIRANTE dos Leitores

O último episódio relativo a obras feitas que são consideradas eleitoralistas, ou seja, feitas em véspera de eleições para ganhar votos, é o dos arranjos exteriores do Centro de Saúde de Rio Maior que a câmara municipal fez, embora não fosse da sua competência, como contrapartida à melhoria das instalações do Centro de Saúde.
Como a presidente da câmara, Isaura Morais (PSD), explicou a quem quis colocar o ferrete do eleitoralismo na sua acção, a alternativa era não fazer as obras. Segundo o vosso jornal ela até disse que, recebendo como presidente da câmara, até ao final do mandato, não estaria a cumprir bem a sua função se optasse por nada fazer nos últimos meses para ninguém pensar que andava a caçar votos.
Este assunto das obras eleitoralistas é o melhor exemplo do oportunismo político e do eleitoralismo de alguns elementos da oposição que, diga-se em abono da verdade, também criticariam se as obras não tivessem sido feitas, trocando, nesse caso, a palavra eleitoralismo por imobilismo ou coisa do género.
Joaquim Dâmaso

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...