uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Feira anual e tasquinhas de Benavente consideradas “um sucesso”

A vila de Benavente recebeu entre 9 e 17 de Setembro a tradicional feira anual com tasquinhas. Presidente do município diz que se tratou de mais uma edição de sucesso. Oposição discorda.

Edição de 28.09.2017 | Sociedade

A feira anual e tasquinhas em Benavente voltou a juntar milhares de visitantes e foi considerada pelo município como tendo sido “um sucesso”. Carlos Coutinho (CDU), presidente da câmara, elogiou o papel e empenho das associações locais que ajudaram a dinamizar o evento e afirmou sentir “orgulho” na dedicação de quem ao longo dos oito dias de feira investiu todo o seu tempo no evento.
“Valorizamos estas pessoas que deram o seu melhor. Foi um esforço tremendo de quem ali esteve a trabalhar e é para eles que vão todos os agradecimentos. Foi um espaço onde muita gente se reencontrou e conviveu. Quem por lá passou valorizou aquela feira”, disse o autarca.
O assunto foi discutido na última reunião pública da Câmara de Benavente depois dos vereadores da oposição terem criticado o executivo pela “falta de ambição” em melhorar o evento. “Foi mais uma feira de vira o disco e toca o mesmo. Apesar de algumas modificações nos expositores e nas tendas, parece-me que a feira não está a atingir os intentos que devia. O mérito é das associações mas se compararmos esta feira com o festival do arroz carolino vemos que há ainda uma grande discrepância que não deveria acontecer. Continuarmos a fazer a feira sempre com a mesma receita não dá resultado. Não nos devíamos contentar com um evento de poucochinho e pobrezinho”, criticou Ricardo Oliveira, PSD.
Do lado do PS também Luís Semeano criticou o “lavar de cara” da feira mas sem grande ambição. “Aquele local não tem capacidade para se expandir. Poderia aproveitar-se o antigo edifício da columbófila também. As pessoas querem uma feira igual à que existia noutros tempos, que não seja apenas comes e bebes, há que pensar isto de outra forma”, criticou.
Carlos Coutinho recusou a carga negativa colocada pela oposição e até notou que “não é desconsiderando o que existe” que se consegue promover o concelho. “Não é possível meter em todas as festas a dimensão que tem o festival do arroz carolino, não temos capacidade para suportar esse investimento. Dentro das limitações que temos, o que quisemos foi ajudar e apoiar as pessoas das colectividades que, com isso, conseguiram também importantes receitas para as associações”, concluiu.
A feira anual e tasquinhas de Benavente contou com eventos de showcooking, espectáculos musicais, folclore, noite de fados, dança, petiscos e animação.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...