uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Como é possível ter enfermeiros a fazer 40 horas semanais ganhando o mesmo que os que fazem 35?

Edição de 11.10.2017 | O MIRANTE dos Leitores

Os Sindicatos dos Enfermeiros fingem que andam a tentar resolver o problema dos enfermeiros que, trabalhando 40 horas semanais, ganham o mesmo que os colegas que trabalham a seu lado e que só fazem 35 horas, pelo simples facto de trabalharem em funções públicas com contrato individual de trabalho, não pertencendo àquilo que se designa Função Pública.
Digo que os sindicatos fingem que andam a tentar resolver o problema porque a única coisa que todos eles têm feito é meter a reivindicação da passagem das 40 horas de trabalho para as 35, no meio de um pacote de reivindicações, em vez de separarem o assunto deixando-se de hipocrisias e deixando de pactuar com uma inconstitucionalidade. A trabalho igual salário igual ou não?
Quando Passos Coelho decidiu aumentar o horário de trabalho dos funcionários públicos e nomeadamente dos enfermeiros, para as 40 horas, já os enfermeiros que trabalhavam para o Estado com contrato em Funções Públicas faziam essas 40 horas. Depois veio a “geringonça” com o falso discurso da igualdade que apenas é igual para alguns e reverteu a situação passando os privilegiados para as 35 horas e deixando os restantes nas 40 horas semanais. Igualdade o tanas!
Os sindicatos já tinham o que queriam e calaram-se. Agora, para engrossarem as greves metem o assunto da passagem das 40 horas para as 35 horas, chorando lágrimas de crocodilo pelos injustiçados colegas. A minha pergunta é simples. Porque é que não reivindicam o pagamento das horas que os enfermeiros em Funções Públicas com horário de 40 horas semanais, fazem a mais que as 35 dos seus colegas? Se calhar já vai sendo tempo de ser criado um Sindicato dos Enfermeiros em Funções Públicas com contratos de trabalho uma vez que os sindicatos actuais não os defendem?
Jorge Manuel S. Horta

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...