uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Centro Hospitalar e Liga de Amigos do Hospital de Torres Novas reforçam relação

Centro Hospitalar e Liga de Amigos do Hospital de Torres Novas reforçam relação

Protocolo vai permitir uniformizar o relacionamento entre o CHMT e as três Ligas de Amigos que prestam serviços de voluntariado nos Hospitais de Tomar, Abrantes e Torres Novas.

Edição de 11.10.2017 | Sociedade

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) assinou no dia 4 de Outubro um protocolo com a Liga de Amigos do Hospital de Torres Novas, homologado pela presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), Rosa Valente Matos. “Este protocolo vai permitir uniformizar e balizar o relacionamento entre o CHMT e as três Ligas de Amigos que prestam serviços de voluntariado nos Hospitais de Tomar, Abrantes e Torres Novas”, explicou o presidente do conselho de administração do CHMT, Carlos Costa.
A Liga de Amigos do Hospital de Torres Novas conta com 35 voluntários, que “dão um carinho sem preço aos utentes e fazem um trabalho que merece reconhecimento”, referiu Carlos Costa, que defendeu que este protocolo significa o apreço pela Liga de Amigos e pelo trabalho acrescido que têm pela frente, formalizando uma longa relação de amizade.
O presidente da Liga de Amigos do Hospital de Torres Novas, Vaz Teixeira, adiantou que os voluntários vão passar também a explorar o bar do piso 0 do Hospital de Torres Novas, lembrando ainda a disponibilidade permanente para colaborar com o Hospital de Torres Novas, como foi o caso do trabalho da Liga na recolha de fundos para o serviço de pediatria.
Rosa Valente Matos, que também foi voluntária numa Liga de Amigos dois anos, frisou que o trabalho dos voluntários “da batinha amarela” não tem preço. “É uma dádiva sem valor financeiro”, que se constitui “como alicerce do Sistema Nacional de Saúde”.
A presidente da ARSLVT deixou ainda o desafio para que as Ligas de Amigos se alarguem também aos centros de saúde.

Vidas dedicadas
ao voluntariado
Judite Gomes é a coordenadora da Liga de Amigos do Hospital de Torres Novas. Com 71 anos, diz que o voluntariado sempre fez parte da sua vida. Agora que já está reformada dedica a totalidade dos dias à Liga, mas quando trabalhava como auxiliar numa escola, conseguia arranjar tempo para se dedicar às causas sociais que sempre nortearam a sua forma de estar na vida. Em 2004 fundou a Cáritas na paróquia da Olaia e desde então o serviço de voluntariado tem vindo a aumentar. Actualmente também integra a Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo e dos serviços públicos do distrito de Santarém.
Tal como Judite, também Ana Maria Viana e Maria José Canais dedicam muitas horas por semana ao voluntariado no Hospital de Torres Novas e dizem que “a dádiva de um pouco de conforto a quem precisa, com uma palavra amiga, ou a oferta de uma bolachinhas e um chá, pode fazer a diferença nos momentos de maior debilidade dos doentes”.
“Ser voluntário no Hospital de Torres Novas é uma forma de nos sentirmos úteis e ultrapassarmos os nossos próprios problemas de forma mais suave, porque encontramos sempre casos de pessoas com problemas graves, que fazem parecer os nossos problemas insignificantes”, referem as voluntárias que, garantem, vão continuar o trabalho de voluntariado no Hospital de Torres Novas com energia renovada.

Centro Hospitalar e Liga de Amigos do Hospital de Torres Novas reforçam relação

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...