uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Fogo em Ourém consumiu 1.237 hectares de floresta

Edição de 11.10.2017 | Sociedade

O incêndio que deflagrou na sexta-feira, 6 de Outubro, em Ourém consumiu 1.237 hectares de floresta e alguns anexos habitacionais, disse o presidente da câmara, Paulo Fonseca. O fogo começou às 17h08 na localidade de Amenta, na União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais, e chegou a ter cerca de 200 operacionais envolvidos no combate às chamas.
Paulo Fonseca explicou que este incêndio “teve dois momentos”. “Na primeira fase, o fogo veio de Pombal e já trazia uma frente activa muito larga e intensa e foi lavrando terreno florestal”, explicou o autarca do PS.
Segundo o autarca, o fogo “ficou dominado e controlado”, mas “no dia 8 [domingo] registou-se um novo reacendimento, que já está totalmente ultrapassado”. Paulo Fonseca revelou que “arderam os anexos de algumas habitações e muita floresta, sobretudo pinheiro bravo e eucalipto”.
“Houve algumas aldeias em perigo justificado, nomeadamente em Junqueira, Charneca, Cumeada, Ribeira do Fárrio, Camarões e Cardal”, referiu ainda.
Segundo a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, às 17h30 de terça-feira, ainda estavam 26 bombeiros e sete veículos no terreno.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...