uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
José Augusto Traquina Maria é o novo bispo de Santarém

José Augusto Traquina Maria é o novo bispo de Santarém

Nunciatura Apostólica anunciou no sábado a nomeação do substituto de Manuel Pelino Domingues

Edição de 11.10.2017 | Sociedade

D. José Augusto Traquina Maria, 63 anos, é o substituto de D. Manuel Pelino Domingues à frente da diocese de Santarém. O novo bispo assumirá funções numa celebração solene a 26 de Novembro, festa de Cristo Rei, pelas 16h00, na Igreja de Santa Clara.
A nomeação foi conhecida no dia 7 de Outubro, na sequência do processo de substituição de D. Manuel Pelino, que cessa funções por ter já atingido os 75 anos de idade (nesse sábado completou precisamente 76 anos). O Papa Francisco aceitou a renúncia do bispo de Santarém e nomeou o seu sucessor. D. José Augusto Traquina era até agora bispo auxiliar de Lisboa.
Numa nota por ocasião da nomeação de José Traquina, o Cardeal-Patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, felicita a diocese de Santarém e lembra as “qualidades sempre demonstradas” que fazem de José Traquina “um autêntico sacramento de Cristo Pastor no meio do seu povo”. Manuel Clemente defende que José Traquina foi no Patriarcado um sacerdote e bispo com generosidade, piedade e acerto pastoral.
“As qualidades sempre demonstradas fazem dele um autêntico sacramento de Cristo Pastor no meio do seu povo. Muito aproveitámos nós no Patriarcado e muito aproveitarão os seus novos diocesanos”, considera o cardeal-patriarca de Lisboa.

Os conselhos de
D. Manuel Pelino
Manuel Pelino, que deixa agora a diocese de Santarém, disse que o novo bispo é conhecido por muitos fiéis da diocese e muito estimado pela proximidade, relação cordial e humildade. Manuel Pelino confessou a
O MIRANTE que “pouco a pouco” foi-se sentindo ribatejano. “Não tinha muita ideia do Ribatejo quando cá cheguei. Há uma diferença cultural, temperamental, mas fui-me habituando e hoje sinto-me da família”, diz.
O agora bispo emérito, natural do concelho de Mira (distrito de Coimbra), acrescenta que existem diferenças a nível religioso entre as gentes do norte e os ribatejanos. “As gentes do norte vão a todo lado, aqui no Ribatejo não vão muito, preferem ficar à porta, mas se os convidarmos a entrar eles entram. Não têm tanta ligação afectiva à igreja como o povo do norte”.
Questionado sobre os melhores e os piores momentos que viveu na diocese de Santarém, Manuel Pelino prefere “recordar as rosas e esquecer os espinhos”, acrescentando que a sua missão é “tentar fazer com que os outros sejam felizes”.
D. Manuel deixa ainda um conselho ao novo bispo. “Que venha com confiança e que acredite que a Igreja tem um segredo que é a força do Espírito Santo e ao mesmo tempo que este povo é bom e acolhedor, parecendo às vezes mais frio que os do norte e menos ligados à Igreja, acabam por ir à Igreja”.

José Augusto Traquina Maria é o novo bispo de Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...