uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Moradores da Malvarosa querem fecho de praça usada como estacionamento

Moradores da Malvarosa querem fecho de praça usada como estacionamento

Em causa está a segurança e a passagem de veículos de socorro no local. Recentemente, veículos dos bombeiros que precisaram de acorrer a uma emergência na Praça Engenheiro Vaz Guedes tiveram dificuldades em passar por causa de carros mal estacionados. Um problema resultante da falta de estacionamento. Comissão de moradores quer mudanças.

Edição de 11.10.2017 | Sociedade

A Praça Engenheiro Vaz Guedes, no centro da urbanização Malvarosa em Alverca, onde vivem mais de 3 mil famílias, está a ser usada abusivamente no período nocturno por residentes para estacionar e por isso a comissão de moradores quer que se encontrem soluções para o problema.
Soluções que passam, por exemplo, por colocar sinalização que proíba o acesso à praça a todos os veículos, à excepção de cargas e descargas e veículos de emergência. “É uma praça usada diariamente por muitas pessoas, que aqui passam momentos de lazer, jogam à bola e andam de bicicleta. O estacionamento aqui dentro é um perigo não apenas para as crianças como também para os moradores, porque ainda há pouco tempo um carro dos bombeiros precisou de entrar na praça para uma emergência e teve dificuldade em circular”, explica a O MIRANTE Bruno Oliveira, da comissão de moradores.
A comissão, explicam os residentes, já reuniu com a Polícia de Segurança Pública e com a junta de freguesia para encontrar soluções para o local. Alberto Mesquita (PS), presidente da câmara, também já prometeu em reunião de câmara procurar uma solução para o problema e defendeu que “a praça deve ser fechada”.
Um de muitos problemas ainda à espera de resposta na Malvarosa, urbanização que além dos moradores recebe também a visita frequente de muitas outras pessoas que ali se dirigem à restauração, comércio e serviços. “O estacionamento na praça é resultante do maior problema crónico desta urbanização, que é a falta de estacionamento. Só temos 55 por cento dos lugares de estacionamento inicialmente projectados. Faltam ainda 270 lugares”, nota a comissão.

Trabalho feito mas ainda muito por fazer
Nos últimos meses a Câmara de Vila Franca de Xira tem trabalhado de forma mais directa com a comissão para, em parceria, ir encontrando soluções que minimizem alguns problemas. As zonas verdes têm tido maior atenção e recentemente foram criados 14 novos lugares de estacionamento e 25 lugares adicionais num parque provisório junto à restauração. Mas faltam mais intervenções, explica a comissão. “Parques infantis sem manutenção, algumas zonas verdes ainda abandonadas e acessibilidades e equipamentos desportivos em falta. O que esperamos no arranque deste novo mandato autárquico é que a câmara continue atenta às nossas propostas e que fale connosco”, referem os elementos da comissão.
A comissão já foi informada pelo município que o processo de accionamento das garantias bancárias da urbanização está em curso e que até final deste ano vão ser requalificados dois parques infantis. Poderá também ser possível requalificar um terceiro ali existente. Mas sobre a prometida construção de equipamentos desportivos no topo da urbanização, numa área de 6 mil metros quadrados, como previsto inicialmente, nem uma palavra.

Moradores da Malvarosa querem fecho de praça usada como estacionamento

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...