uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Pedro Marques despede-se de 20 anos dedicados à vida política em Tomar

Pedro Marques despede-se de 20 anos dedicados à vida política em Tomar

Vereador comunista Bruno Graça, que não conseguiu a reeleição, optou pelo silêncio durante a última reunião camarária, onde foi elogiado pela presidente Anabela Freitas.

Edição de 18.10.2017 | Política

Foi com alguma emoção que o vereador do movimento Independentes por Tomar (IpT), Pedro Marques, se despediu das lides autárquicas. “Nunca devemos dizer nunca mas à partida este será o meu último mandato”, referiu, garantindo, no entanto, que vai continuar a ter uma cidadania activa mostrando-se disponível para ajudar os autarcas do concelho em tudo o que for preciso. Pedro Marques recordou o início da sua vida política quando venceu as eleições autárquicas e chegou à presidência da Câmara de Tomar, em Janeiro de 1990, eleito pelo PS. “Quando tomei posse a situação financeira do município não era fácil, havia uma grande dívida a fornecedores”, sublinhou.
Nas suas palavras de despedida, o antigo presidente não escondeu a relação “difícil” que teve com António Paiva, presidente do município que lhe sucedeu, eleito pelo PSD, demonstrando alguma mágoa por determinadas atitudes, nomeadamente o facto de não ter sido convidado para a reinauguração do edifício dos paços do concelho, no mandato de Paiva. Marques recordou ainda quando, em 2005, surgiu o movimento IpT, liderado por si para preencher um vazio e o descontentamento com os partidos em Tomar.
No final, deixou um conselho ao próximo executivo municipal que toma posse no sábado, 21 de Outubro. “Espero que o programa eleitoral do PS, que venceu as eleições, e que o IpT apoiou, se cumpra. Que os políticos que ficam a gerir o concelho pensem acima de tudo nas pessoas, nas suas necessidades e no seu bem-estar, pois é isso que nos deve mover na vida política. (…) E não se esqueçam: o primeiro dia de campanha eleitoral começa no primeiro dia de mandato”, concluiu.

Os elogios da presidente e o silêncio comunista
O vereador do PSD, João Tenreiro, fez um balanço do actual mandato e considerou que algumas propostas apresentadas pelo seu partido poderiam ter sido aproveitadas e aprovadas. “Aprendi bastante nestes quatro anos e o PSD vai continuar a ser uma oposição atenta e construtiva”, referiu. Recorde-se que João Tenreiro foi eleito para a assembleia municipal.
A presidente do município, Anabela Freitas (PS), agradeceu a todos os colegas do executivo, apesar de “nem sempre” terem estado de acordo em períodos mais conturbados. No final, dirigiu-se em particular ao vereador Bruno Graça (CDU), com quem o PS esteve coligado durante estes quatro anos na gestão da autarquia. “Agora que termina este ciclo, que muitos sempre chamaram de coligação, quero agradecer especialmente ao vereador Bruno Graça. Centramo-nos apenas naquilo que nos unia durante estes quatro anos e fizemos tudo o que foi possível fazer”, afirmou, elogiando ainda o trabalho de Pedro Marques em prol do concelho de Tomar. Apesar dos elogios que ouviu, Bruno Graça optou por nunca falar durante a última reunião do mandato.

Pedro Marques despede-se de 20 anos dedicados à vida política em Tomar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...