uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
CDU alia-se a coligação liderada pelo PSD para gerir com tranquilidade em Alverca
FUTURO. Carlos Gonçalves (ao centro) tomou posse e prometeu um novo ciclo

CDU alia-se a coligação liderada pelo PSD para gerir com tranquilidade em Alverca

Novo presidente da junta fala em momento de renovação e esperança para a união de freguesias

Edição de 25.10.2017 | Política

Para conseguir ter estabilidade na gestão, o novo presidente eleito da União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho, Carlos Gonçalves (CDU), necessitou de obter o apoio da coligação Mais (PSD/CDS/MPT/PPM), numa aposta política em contraciclo com o cenário nacional.
Esta foi a forma encontrada para conseguir ter maioria na assembleia de freguesia, com a coligação de centro-direita a ser, tal como há quatro anos, o fiel da balança na maioria das freguesias daquele concelho ribatejano. O clima político entre a CDU e o PS no concelho de Vila Franca de Xira está tenso desde que, para a câmara municipal, os socialistas preferiram obter novamente o apoio da coligação Mais ao invés do segundo partido mais votado, a CDU. Carlos Gonçalves já tinha dito que neste mandato iria “trabalhar com todos” independentemente da força política, visando acima de tudo servir os interesses da população.
Em troca do apoio à gestão de Carlos Gonçalves, a eleita Carlota de Pina – que foi a candidata da Mais à presidência da junta - foi novamente eleita, na tomada de posse de 18 de Outubro, para a presidência da assembleia de freguesia, cargo que já tinha assumido no anterior mandato. A tomada de posse ficou marcada pela ausência de um eleito da CDU, por doença, o que colocou em risco a votação para a mesa da assembleia. Ainda assim a bancada socialista absteve-se e viabilizou a eleição, “por respeito à vontade das populações”, disse José Chumbo, da bancada socialista. A eleição de Carlos Gonçalves acaba com uma governação PS em Alverca que já durava há 12 anos.
Foi debaixo de aplausos que Carlos Gonçalves (CDU) tomou posse como novo presidente da Junta de Freguesia de Alverca do Ribatejo e Sobralinho. “Poderão contar com honestidade, trabalho e competência, é a nossa forma de estar. Todo o sucesso que os eleitos conseguirem ter nas suas funções será em prol da população. Vamos defender as populações exigindo mais investimento e reclamando melhor qualidade de vida”, afiançou.
Carlos Gonçalves lembrou o muito que ainda está por fazer e assumiu o desejo de melhorar o jardim Álvaro Vidal, lutar pela colocação de mais médicos de família e a abolição de portagens na Auto-Estrada do Norte (A1). Melhorar a higiene pública e os espaços exteriores foram outros dos compromissos, alertando no entanto que a delegação de competências da câmara deverá ser justa e financeiramente capaz de dar resposta às exigências. “A câmara não poderá delegar sem garantir os meios técnicos e financeiros necessários”, afirmou.

Município promete cooperação
O presidente do município, Alberto Mesquita (PS), esteve presente na tomada de posse e prometeu trabalhar em proximidade com o novo presidente da junta. “Poderá contar com a minha cooperação e apoio”, vincou. Sobre a descentralização de competências o autarca lembrou que a fatia entregue a Alverca e Sobralinho é “importante” – cerca de 895 mil euros anuais – e que esse valor “não é tão pouco quanto isso”. Mesquita lembrou que haverá tempo para “analisar e ver o que pode ser melhorado” e que terá de haver uma visão “equitativa” porque, só no último mandato, disse, “foram investidos cinco milhões de euros” naquela freguesia.

CDU alia-se a coligação liderada pelo PSD para gerir com tranquilidade em Alverca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...