uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“Rio Maior tem que estar sempre acima dos interesses partidários”
RECONHECIMENTO. Novo executivo aplaudiu autarcas que cessaram funções

“Rio Maior tem que estar sempre acima dos interesses partidários”

Presidente do município apelou à oposição que vista as cores do concelho no novo mandato.

Edição de 25.10.2017 | Política

A presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais (eleita pela coligação PSD/CDS), deixou o apelo à oposição para que, no mandato que agora se inicia, substitua as cores partidárias pelas cores do concelho e que ponha Rio Maior acima de tudo, tal como garantiu que ela própria fará. “Eu, por mim, serei presidente de todos os riomaiorenses”, afirmou a autarca no seu discurso após a tomada de posse dos eleitos da câmara e da assembleia municipal, realizada na tarde de sábado, 21 de Outubro, perante um auditório dos paços do concelho repleto.
Isaura Morais afirmou que “ter oposição é extremamente importante” e quanto mais empenhada for a oposição melhor será o desempenho de quem governa. E quanto ao desempenho que espera nos próximos quatro anos, a edil está optimista e acredita que vai ser um mandato de grandes realizações, como a requalificação urbana da zona ribeirinha, da EN 114 entre o nó da A15 e a cidade e a reabilitação da villa romana, entre outros projectos.
A aposta no desporto vai continuar mas sem esquecer outras áreas consideradas também prioritárias, como a actividade empresarial, o turismo, a acção social e a educação. “O nosso compromisso é o de sempre: continuar a construir um Rio Maior melhor”, declarou Isaura Morais, que deixou ainda agradecimentos e aplausos aos autarcas que agora cessaram funções.
“Contra todas as dificuldades fomos trilhando o nosso caminho com firmeza e segurança, com as conquistas que todos conhecem. Temos obra feita e provas dadas na gestão deste município e foi esse trabalho que mereceu o reconhecimento dos riomaiorenses, reflectidos nos resultados eleitorais”, sublinhou.
Antes, falaram representantes de todas as forças políticas com assento na assembleia municipal, com palavras de circunstância na maioria dos casos, excepção feita para o discurso do socialista Guilherme Gaboleiro que aproveitou a primeira reunião desse órgão para pedir à presidente da câmara que ceda um espaço nos paços do concelho para os eleitos da oposição poderem receber os munícipes. E abriu ainda o jogo sobre algumas das propostas políticas do PS para o novo mandato, como a redução do IMI e do tarifário da água e saneamento básico.
A sessão serviu também para eleger a mesa da assembleia municipal que continua a ser presidida por António Arribança, que tem como 1º secretário Carlos Neto e como 2ª secretária Maria Eugénia Reis, todos eleitos pela coligação PSD/CDS, que já desempenhavam essas funções no mandato anterior.
Já o executivo camarário, liderado por Isaura Morais, conta ainda com os eleitos da coligação PSD/CDS Luís Santana Dias, João Lopes Candoso, Ana Filomena Figueiredo e Miguel Santos e com os eleitos do PS Daniel Pinto e João Teodoro Miguel.

“Rio Maior tem que estar sempre acima dos interesses partidários”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...