uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Centro Escolar de Assentis e Chancelaria fecha mais cedo por falta de funcionários

Centro Escolar de Assentis e Chancelaria fecha mais cedo por falta de funcionários

Baixas médicas e rescisão de contrato levaram a situação de ruptura. Câmara de Torres Novas vai contratar mais auxiliares para as escolas do concelho.

Edição de 25.10.2017 | Sociedade

O Centro Escolar de Assentis e Chancelaria, no concelho de Torres Novas, cancelou as actividades de prolongamento escolar, com os alunos a terem de sair da escola às 15h00. A situação deve-se ao facto de três funcionários terem entrado de baixa médica e um ter rescindido o contrato com a escola e não estarem assim asseguradas as condições de segurança aos alunos por falta de assistentes operacionais.
Na reunião de câmara de 18 de Outubro, a primeira deste novo mandato, a vereadora do BE, Helena Pinto, pediu explicações ao executivo socialista, liderado por Pedro Ferreira, sobre o concurso público para contratação de assistentes operacionais. A vereadora referiu que o cancelamento das actividades de prolongamento no Centro Escolar de Assentis e Chancelaria é incomportável para os pais das crianças, que não as podem ir buscar à escola às três horas da tarde, e precisam do prolongamento das actividades.
O vereador Luís Silva (PS), que no mandato anterior era responsável pelo pelouro da educação, explicou que, no espaço de poucos dias, a escola ficou privada de quatro assistentes operacionais, três por baixa médica e um por rescisão de contrato, facto que motivou esta situação. Mas garantiu que a autarquia está a tentar junto do agrupamento escolar que sejam deslocados funcionários para aquele centro escolar. Informou ainda que em breve vai abrir concurso para contratar 14 assistentes operacionais e que em Novembro vão ser colocadas 10 pessoas do centro de emprego para as funções de assistentes operacionais, pelo que a situação deverá ficar regularizada.
O presidente da câmara, Pedro Ferreira, garantiu que a componente lectiva no Centro Escolar de Assentis e Chancelaria está assegurada e em breve “também as actividades de prolongamento depois das 15h00 estarão garantidas”.

Centro Escolar de Assentis e Chancelaria fecha mais cedo por falta de funcionários

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...