uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Teatro Estúdio Ildefonso Valério regressa à programação anual

Companhia Cegada, de Alverca, diz que o balanço da actividade este ano não podia ser mais positivo

Edição de 25.10.2017 | Sociedade

O Teatro Estúdio Ildefonso Valério (TEIV) em Alverca do Ribatejo, palco da Companhia Cegada, no concelho de Vila Franca de Xira, voltou à sua programação anual que foi apresentada em Janeiro. Na origem da decisão está o facto do município ter aprovado antes do Verão, por unanimidade, um apoio extra às companhias de teatro profissional do concelho. Apoio esse que permite o retomar da programação inicialmente idealizada.
A informação foi anunciada esta semana pela Companhia Cegada, que nota que o balanço da actividade este ano não podia ser mais positivo. “Os volumes de carinho e afluência de espectáculos e público, de dentro e fora do concelho, são registos inequívocos do sucesso da programação desenvolvida. São inúmeras as comunicações de carinho, apoio e força, que recebemos constantemente das instituições, público e criadores que por aqui passam”, refere a companhia em comunicado.
Sobre a anunciada descentralização de competências prevista para o próximo ano, Rui Dionísio director artístico da Companhia Cegada, não tem dúvidas: “Na actividade artística, a descentralização de competências entre governo central e local, existe desde sempre. Ao contrário das escolas, dos hospitais e tribunais, os teatros que, tal como este, funcionam por todo o território nacional, são teatros municipais e assim da competência dos municípios desde que há poder local democrático”.
Até ao fim da agenda para este ano, o palco do TEIV apresenta ainda dança, com a Academia Sevilhanas.Com de Vila Franca de Xira, cinema realizado pela vilafranquense Leonor Teles (vencedora de inúmeros prémios internacionais, entre os quais um Urso de Ouro no Festival de Cinema de Berlim em 2016 - com a curta metragem “Balada de Um Batráquio”) e a peça “O Príncipe Feliz” de Oscar Wilde, uma criação da companhia residente que será reposta para o público infantil, durante três semanas da época natalícia.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...