uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Treinador de Almeirim marca pontos no atletismo do Sporting

Treinador de Almeirim marca pontos no atletismo do Sporting

Daniel Leandro prepara novos atletas para o clube que já andava a piscar-lhe o olho há dois anos

Edição de 02.11.2017 | Desporto

À terceira foi de vez. O Sporting Clube de Portugal já andava de olho em Daniel Leandro, o treinador de atletismo natural de Almeirim, que recusou duas propostas para treinar os novos valores da modalidade. Daniel não tinha a disponibilidade que o clube pretendia, porque estava a desenvolver o projecto de atletismo dos 20 Kms de Almeirim, que ele próprio criou, e foi isso que explicou ao coordenador da Academia de Atletismo do Sporting, José Uva.
“Eles precisavam de alguém com muita disponibilidade para assumir responsabilidades dentro da academia e estando eu neste projecto em Almeirim, com atletas que acompanhava há alguns anos, os 20 Kms iriam perder muito com a minha saída”, explica Daniel Leandro, que durante as duas épocas de assédio do clube de Alvalade investiu na preparação de jovens treinadores que pudessem seguir o seu trabalho na cidade da sopa de pedra. Agora que tem seguidores abraçou o desafio de entrar num dos melhores clubes de atletismo. Daniel Leandro não foi sozinho para o Sporting, tendo levado para Lisboa cinco atletas dos 20 kms de Almeirim.
O treinador, de 33 anos de idade, diz a O MIRANTE que “a experiência está a ser agradável” e que “os desafios são semelhantes, apesar de algumas diferenças”. Para Daniel Leandro, a Academia do Sporting é, só por si, “um chamariz para a maior parte dos jovens” que vão bater à porta do clube. Um panorama bem diferente do que estava habituado porque na cidade que o viu nascer era preciso “ir à procura dos miúdos às escolas” e convencê-los a entrarem na modalidade. “No Sporting temos em excesso mas ao contrário de outros clubes da mesma dimensão não colocamos ninguém de fora, até porque estamos a falar de formação”, salienta.
Daniel trabalha de manhã à noite no atletismo. Começa o dia na Federação de Atletismo, onde desenvolve trabalho na secção infanto-juvenil, criando conteúdos para programas de treino de jovens entre os seis e os dezasseis anos. É também responsável pelo projecto Kids Atletics Nacional, que tem vindo a promover em todas as escolas do país. É formador de treinadores e dá apoio às associações regionais para a implementação de projectos para promoção da prática do atletismo entre os jovens. A partir das 16h30 dedica-se ao Sporting, entrando na pista do Lumiar para treinar os valores sportinguistas até às 18h00. Após esta hora assume responsabilidades a nível da promoção da academia.
Daniel Leandro começou a praticar atletismo no âmbito do Desporto Escolar, quando frequentava o quinto ano de escolaridade. No espaço de um ano passou a filiado num clube, a Associação Desportiva de São Roque. O clube de Almeirim fechou e Daniel aproveita a oportunidade de na mesma altura estar a ser formada a secção de atletismo da Associação 20 kms de Almeirim, onde ficou até ir para a universidade. Durante este tempo, Daniel Leandro foi campeão nacional em provas combinadas por cinco vezes, subiu ao pódio 24 vezes e entrou no percurso da alta competição.
O atleta não esquece o seu treinador e dinamizador do atletismo em Almeirim, Luís Ervideira, com quem treinou durante esses anos, à excepção do último ano, que treinou com o professor José Dias, técnico nacional de provas combinadas. Fez o percurso universitário em treino desportivo com especialização em atletismo e começou a estagiar no Belenenses no último ano da universidade. “Mesmo contra a vontade de algumas pessoas que diziam para escolher outro curso porque era uma loucura querer ser treinador de atletismo”. Da parte da família teve sempre todo o apoio para seguir aquilo que o fazia feliz.

A relação de compromisso com atletas

“A relação entre um treinador de atletismo e o seu atleta é uma relação de compromisso. Vai muito para além do treino e do atletismo. Posso dizer que alguns atletas que me passaram pelas mãos e que já não treinam há seis ou sete anos vieram de propósito à prova dos 20 Kms de Almeirim para estarem comigo. Isso emociona-me. Vou mencionar um nome que é o Anderson que talvez tivesse passado ao lado de uma grande carreira mas que descobriu outros talentos devido ao atletismo”, conta Daniel Leandro, explicando que este atleta hoje é um dos seus braços direitos na reportagem e vídeo que é fundamental para a formação e promoção.

O atletismo no distrito e as apostas em Almeirim

O treinador de Almeirim acredita que o distrito de Santarém representa uma marca importante no atletismo. “Agora que estou em Lisboa sinto isso ainda mais. As pessoas olham para os ribatejanos com admiração e algum respeito porque já perceberam que a história do atletismo nesta região é diferente. Temos oferecido muitos atletas às melhores equipas nacionais e à selecção. O último grande momento foi o da Inês Henriques e claro que por trás disto tudo estão os treinadores, como Jorge Miguel, de Rio Maior, o Paulo Constantino, de Alcanena, a Susana Estriga, do Tramagal e Pedro Barbosa, no Cartaxo, que dedicam a sua vida ao atletismo”.
Quanto a Almeirim, Daniel Leandro considera que o concelho é “um bom exemplo em termos de infraestruturas desportivas, para o qual deviam olhar todas as autarquias”. O treinador sublinha uma situação: “Almeirim, em vez de pensar numa pista de 400 metros, pensou naquilo que era possível, uma pista simplificada de 250 metros que permite o treino”. Evitou-se assim, com uma visão equilibrada, construir grandes estruturas que depois só seriam utilizadas duas ou três vezes por ano “.

Treinador de Almeirim marca pontos no atletismo do Sporting

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...