uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
A felicidade de trabalhar com crianças

A felicidade de trabalhar com crianças

Irina Baptista é coordenadora pedagógica da creche e jardim-de-infância da Fundação Padre Tobias, em Samora Correia, e é presidente da Assembleia Municipal de Benavente.

Edição de 01.11.2017 | Identidade Profissional

Trabalhar com crianças é o que faz feliz Irina Baptista, 38 anos, e conseguiu sê-lo como educadora de infância na sua terra natal, Benavente. Foi lá que cresceu, que praticou Ginástica Acrobática no Clube União Artística Benaventense (CUAB) e que ganhou a paixão por lidar com crianças. “Tenho alguns professores de 1º ciclo na família, por isso o meu primeiro ano da licenciatura em Educação, em Lisboa, foi a pensar em dar aulas ao 1º ciclo do ensino básico, mas entretanto percebi que não era o que queria”. Ainda passou por Marketing e Publicidade, no Politécnico de Santarém, até que à terceira foi de vez e tirou a licenciatura em Educação de Infância na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
Finalizados os estudos voltou a Benavente, estando há 12 anos na Fundação Padre Tobias. Começou com um estágio, tornou-se educadora na creche e jardim-de-infância e foi progredindo na carreira. Agora é coordenadora pedagógica e uma das responsáveis pelas iniciativas que a Fundação organiza com as crianças e pais. ”Todos os meses temos algum evento, por isso temos o rótulo da instituição sempre em festa’”.
Agora que desempenha funções de coordenação sente saudades de estar mais perto das crianças. “Ainda vou às salas matar saudades delas e quando alguma educadora não pode trabalhar, vou substituí-la. Enquanto coordenadora pedagógica sou responsável pelo berçário, mas com os bebés não é possível fazer tanto como com os meninos de três ou mais anos”, confessa.
Na creche e jardim-de-infância em Samora Correia trabalham 46 mulheres e Irina reconhece que tantas hormonas femininas juntas nem sempre dão bom resultado: “O mais difícil do meu trabalho é gerir as pessoas. Há muitas formas diferentes de agir e pensar, mas se fosse sempre tudo certinho não tinha piada. Eu gosto de desafios e os adultos são um desafio maior que as crianças”. Também cabe a Irina tratar da comunicação com o Ministério da Educação e a Segurança Social: “Todos os dias há papelada para tratar. É a parte mais aborrecida”.
Fora da Fundação, Irina é tesoureira do CUAB e foi secretária da Assembleia Municipal de Benavente nos últimos oito anos. Nas autárquicas deste ano foi escolhida para presidente da assembleia, convite que a deixou reticente, “pelo lavar de roupa suja que foi esta campanha eleitoral”, mas que decidiu aceitar. Confessa que “nunca quis entrar para a política, porque não percebia nada deste mundo há oito anos, quando me convidaram para fazer parte da lista, e entretanto cheguei aqui”. Quando soube que chegaria a presidente da assembleia teve dúvidas mas reconsiderou e prepara-se agora para levar “um dia de cada vez” o primeiro mandato nessas funções.

A felicidade de trabalhar com crianças

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...