uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Análises à qualidade da água do Tejo em Vila Franca de Xira não são conclusivas

Análises à qualidade da água do Tejo em Vila Franca de Xira não são conclusivas

Vários moradores e o município já alertaram as entidades que supervisionam o ambiente sobre o problema mas as primeiras análises são inconclusivas quanto às causas para a morte de peixes.

Edição de 02.11.2017 | Sociedade

O Instituto Hidrográfico e a Agência Portuguesa do Ambiente já estiveram no concelho de Vila Franca de Xira a realizar análises à água do rio Tejo para perceber o que está a causar a elevada mortandade de peixes mas as primeiras análises “não foram conclusivas” e terão de ser repetidas.
A informação foi avançada na última reunião de câmara por António Oliveira, vereador do município, que respondia a Daniel Martinho, morador da cidade, que lamentou a quantidade de peixes mortos que desde o Verão estão a dar às margens do concelho. Daniel, como outros moradores, já apresentou queixa nas autoridades e o assunto está a ser analisado.
A maioria dos moradores e autarcas reconhece que se trata de um problema grave, sem origem conhecida. Alberto Mesquita (PS), presidente do município, acredita que os peixes “chegam a Vila Franca de Xira já mortos” e que o agente poluidor não estará no concelho, facto justificado com o facto das estações de tratamento de águas residuais (ETAR) estarem em pleno funcionamento e da maioria das instalações fabris já estar também munida desses equipamentos de tratamento de efluentes.
“Já se devia ter percebido o que está a causar este problema. Não me sinto nada bem em ver os peixes a morrer. É [uma situação] horrível, desagradável e que tem de acabar rapidamente”, criticou o autarca. Mesquita está a pensar desenvolver um protocolo com a comunidade avieira, para que esta, a troco de uma compensação, possa recolher os peixes que estão nas margens. “Veremos também se é possível proceder a uma análise às águas mais profundas. Vamos insistir com as autoridades para obter respostas e se isto continuar teremos de encontrar outras soluções”, explicou.
O autarca respondia aos moradores que foram à reunião de câmara mas também ao vereador Carlos Patrão, do Bloco de Esquerda, que também já fez queixa nas autoridades para o problema.

Análises à qualidade da água do Tejo em Vila Franca de Xira não são conclusivas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...