uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Onda de solidariedade para ajudar Fernando Ferreira

Onda de solidariedade para ajudar Fernando Ferreira

Reportagem de O MIRANTE deu a conhecer caso do engenheiro agrícola residente em Almeirim que precisa de uma cadeira de rodas que custa mais de 30 mil euros

Edição de 02.11.2017 | Sociedade

A onda de solidariedade para ajudar Fernando Ferreira, que sofre de esclerose múltipla, cresceu bastante desde que O MIRANTE contou a sua história. Fernando tem 36 anos e está preso a uma cadeira de rodas devido à doença de que é portador e que descobriu aos 19 anos. O engenheiro agrícola desloca-se numa cadeira de rodas eléctrica emprestada pelo Centro de Reabilitação de Alcoitão que vai ter que devolver em Dezembro próximo. E a sua família não tem dinheiro para comprar a cadeira de rodas prescrita pela sua médica que custa mais de 30 mil euros.
À redacção de O MIRANTE chegaram vários telefonemas e emails a pedirem o contacto de Fernando para o poderem ajudar e para saberem como poderiam fazer-lhe chegar as tampas de plástico necessárias para conseguir a cadeira de rodas.
Fernando conta que também tem recebido muitos contactos de pessoas que leram a notícia no jornal. “Perguntam o que é preciso para me ajudar mas também me contactam para testar a veracidade do meu caso e da minha situação. Algumas pessoas ligaram-me para me dizerem que têm cadeiras de rodas manuais que me podem oferecer. O problema é que eu já não posso utilizar cadeira de rodas manuais pois os meus braços e mãos já não têm mobilidade para fazê-la mover-se”, explica.
Há pessoas que se deslocam a casa de Fernando, em Almeirim, para entregar garrafões cheios de tampinhas. O engenheiro e a família agradecem o gesto de solidariedade das pessoas, muitas que não conhecem. “Não esperava toda esta ajuda e todo este apoio e só tenho a agradecer”, diz.

DOENÇA INCAPACITANTE DIAGNOSTICADA AOS 19 ANOS
Os primeiros sintomas da doença foram o cansaço extremo e perda de visões momentâneas mas os médicos consideraram que se deviam ao facto de estudar muito. Foi durante os exames que teve que fazer para ingressar na Academia Militar – que entretanto optou por não seguir – que os médicos detectaram “qualquer coisa” a nível cerebral e aconselharam-no a procurar um especialista.
Nessa altura, Fernando, natural do Bombarral [distrito de Leiria], ingressou na Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS). “No primeiro ano do curso comecei com sintomas mais graves. Tive o primeiro surto durante o sono, comecei com choques eléctricos pelo corpo todo, como se fosse epilepsia, e caí para o chão. Por sorte, a minha família estava comigo e socorreram-me. Estes surtos repetiram-se algumas vezes. Fiz vários exames, até que me mandaram para o Hospital Egas Moniz e com mais exames disseram-me que provavelmente teria esclerose múltipla”, conta em entrevista a O MIRANTE.
Fernando, de 36 anos, conta que receber aquele diagnóstico foi muito violento. Admite que entrou em fase de negação da doença e confessa que ainda hoje não a aceita. “Estou sempre a lutar contra ela. Não quero que ela me vença. Vivo um dia de cada vez. Acordo de manhã completamente exausto, muito cansado. A luta do meu dia é vencer o cansaço diário”, afirma. É casado com Rita, que conheceu na ESAS e têm dois filhos, o Pedro, de sete anos, e a Rita, de dois anos.

Campanha de solidariedade para comprar cadeira de rodas

Para conseguir a cadeira de rodas que Fernando precisa são necessárias cerca de 70 toneladas de tampinhas, existindo diversos pontos de recolha em Almeirim para o efeito. Fernando e Rita já entregaram o processo na Segurança Social para terem direito à comparticipação da cadeira de rodas prescrita pela médica mas foram logo avisados que a entrega demorará pelo menos dois anos, tempo que Fernando não tem. “A melhor prenda de Natal que podíamos ter era conseguirmos a cadeira que tanto preciso”, refere Fernando. Para quem preferir ajudar Fernando monetariamente pode fazê-lo através da conta IBAN: PT50 0007 0000 0002 9421 4592 3.

Onda de solidariedade para ajudar Fernando Ferreira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...