uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Está a formar-se em Alhandra mais um talento do triatlo
Gabriela Ribeiro

Está a formar-se em Alhandra mais um talento do triatlo

Aos 17 anos Gabriela Ribeiro foi peça fundamental no título colectivo de seniores do Alhandra SC e também subiu ao pódio na Taça Europeia de Elites. Os Jogos Olímpicos estão no seu horizonte. Mas até lá há que correr, nadar e pedalar muito.

Edição de 08.11.2017 | Desporto

Com apenas 17 anos Gabriela Ribeiro foi uma peça-chave na equipa feminina do Alhandra Sporting Club que conquistou o Campeonato Nacional de Triatlo e Duatlo de seniores. As conquistas recentes não se ficaram por aí e a jovem atleta terminou a temporada com o primeiro prémio internacional enquanto sénior: um pódio na Taça Europeia de Elites, prova que reúne as melhores atletas a nível europeu.
O futuro parece risonho. Depois da conquista dos títulos nacionais, o objectivo passa por ganhar experiência e projecção internacional, com os olhos já postos numa presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. O Japão ainda parece ser mais um sonho do que uma realidade mas a jovem acredita que é “perfeitamente possível” chegar às Olimpíadas de 2024 em Paris, França.
Formada no Alhandra Sporting Club, onde começou a treinar com seis anos, Gabriela Ribeiro é mais uma das bandeiras deste clube do concelho de Vila Franca de Xira que também formou João Pereira e Melanie Ribeiro, dois dos melhores triatletas portugueses da actualidade.

Como peixe na água
O triatlo foi amor à primeira vista e já lá vão 11 anos a praticar aquele que considera ser um desporto “extremamente interessante e desafiante”. Não faz distinção entre as três modalidades – natação, ciclismo e corrida – que compõem esta disciplina olímpica mas é na água onde se sente mais confortável e é aí que reside o segredo para a vitória. “Ela é uma excelente nadadora e isso ajuda-a a ganhar as provas, porque ela sai sempre no grupo da frente. Depois é só gerir”, explica Jorge Leitão, director da Secção de Triatlo do Alhandra Sporting Club.
Para chegar ao nível onde está foram necessários muitos sacrifícios. Conjugar a carga horária do curso de técnico de apoio psicossocial com treinos bidiários nem sempre é fácil. Muitas vezes foi complicado arranjar motivação para se levantar às seis da manhã para treinar ou ir para mais um treino após um dia de aulas.“Quando falta vontade há sempre uma voz dentro de mim que me diz que se eu quero ser a melhor tem de ser”, confessou.
O dia está dividido ao detalhe e não há espaço para passatempos, “um pormenor quando se faz o que se gosta”. A vida social não sofre muito com isso já que o grupo de amigos é a equipa, com quem passa os dias inteiros. Acaba por ser com eles que Gabriela sai à noite, “fazer jantaradas” e ir ao cinema como qualquer outro jovem da sua idade. “Faço o que quero e o que gosto mas sempre com atenção para os treinos que vêm a seguir”, explica.

Está a formar-se em Alhandra mais um talento do triatlo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...