uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Pais fecham escola da Lamarosa a cadeado para reclamar mais auxiliares

Pais fecham escola da Lamarosa a cadeado para reclamar mais auxiliares

GNR foi chamada ao local na manhã de segunda-feira para garantir a abertura dos portões

Edição de 08.11.2017 | Sociedade

No Centro Escolar de Olaia e Paço, na Lamarosa, concelho de Torres Novas, os pais fecharam os portões da escola na manhã do dia 6 de Novembro e não deixaram os filhos entrar. Alegaram que as duas auxiliares que se encontram ao serviço, em horários alternados, não são suficientes para garantir a segurança das crianças, com idades entre os três e os dez anos. A GNR foi chamada ao local e abriu os portões da escola.
O director do Agrupamento de Escolas Gil Pais, Olaia e Paço, Paulo Renato, e o vereador com o pelouro da educação na Câmara de Torres Novas, Joaquim Cabral, reuniram com um grupo de pais para tentar encontrar uma solução. Depois da reunião de cerca de uma hora ficou decidido que, até 10 de Novembro, uma das mães, Paula Alves, ajudará a tomar conta das crianças, na hora do almoço e à tarde, até que a situação da baixa de uma funcionária se resolva.
Paulo Renato disse que foi o entendimento possível para já e que a Câmara de Torres Novas tem a decorrer um concurso público para a contratação de 17 auxiliares, mas o processo só deverá estar concluído em Janeiro de 2018. Até que a situação esteja resolvida a contento de todos, Paulo Renato pediu a compreensão dos pais e garantiu todo o apoio por parte do agrupamento, tendo em conta o superior interesse das crianças.

Pais fecham escola da Lamarosa a cadeado para reclamar mais auxiliares

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...