uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
O ambiente é excelente na equipa do Hospital Vila Franca de Xira

O ambiente é excelente na equipa do Hospital Vila Franca de Xira

Susana Brito, 42 anos, é natural de Oeiras e divide os dias entre o Hospital Vila Franca de Xira, onde é directora de Recursos Humanos há quase um ano, e Carnaxide, onde vive.

Edição de 08.11.2017 | Três Dimensões

Considera-se introvertida mas é aventureira e já visitou vários países. Nunca recusou os convites do Grupo José de Mello Saúde para trabalhar noutras cidades, como Porto ou Braga. Nos tempos livres é leitora assídua, não dispensa bons momentos com a família e amigos e confessa que gostava de conhecer ainda melhor a nova cidade que abraçou: Vila Franca de Xira.

Quem me vê no dia-a-dia, sempre de saltos altos e com roupas formais, não imagina que adoro aventura e que a viajar ando de ténis, chinelos e botas de montanha. Gosto muito das cidades europeias e do nosso país, que tem sítios magníficos, mas os locais que mais gostei de visitar foram o Estado do Maranhão, no Brasil, a Costa Rica e a Tailândia. Se pudesse passava a vida a viajar.

Tento ter sempre um Plano B para tudo, trabalho ou lazer, porque não gosto de falhar. Sempre fui muito organizada e isso é uma forma de defesa e orientação na minha vida. Planeio muito bem as viagens antes de as fazer para que nada corra mal, apesar de às vezes ainda surgirem imprevistos. A parte boa é que aí não tenho aos ombros a responsabilidade que tenho se surgirem imprevistos no trabalho, por isso tento evitar ainda mais esses.

Gosto de desafios porque eles me causam o “friozinho na barriga”. Quando deixamos de o sentir, quando achamos que conseguimos fazer tudo “com uma perna atrás das costas”, deixa de ter tanta piada. E as mudanças constantes, que têm sido sensivelmente de dois em dois anos, de local de trabalho e funções têm-me feito crescer muito, emocional e profissionalmente. Já passei pelo Porto, por Braga, por Torres Vedras e Cascais e agora estou em Vila Franca de Xira.

O primeiro ano que passamos numa nova cidade e local de trabalho é o mais difícil. Quando fui para Braga não conhecia ninguém e demorei um pouco a integrar-me mas ainda hoje mantenho as amizades que fiz lá. Também já passei por várias funções dentro da José de Mello Saúde e da área dos Recursos Humanos: a parte administrativa com o processamento salarial, a elaboração e implementação de projectos e gestão de equipas de Recursos Humanos.

Fui muito bem recebida quando comecei a trabalhar no Hospital Vila Franca de Xira. O ambiente de trabalho é excelente porque a equipa é muito jovem e dinâmica. Mas as pessoas são muito diferentes de região para região; os nortenhos recebem muito melhor quem é de fora que os lisboetas mas os ribatejanos não se ficam atrás.

A José de Mello apostou imenso em mim. Dei o meu melhor para que isso acontecesse e vejo o retorno. Entrei para o grupo há 10 anos e os desafios que me foram sendo feitos mostram uma clara aposta no meu desenvolvimento pessoal, o que também vejo noutros colaboradores do grupo. O projecto “Cuidar Mais” é um dos que mais gosto porque promove as boas relações e comunicações entre nós, colaboradores.

Gostava muito de ter um cão mas como vivo sozinha não tenho. Não gosto que os animais fiquem fechados em casa os dias inteiros enquanto os donos trabalham.

Gosto muito da gastronomia portuguesa e quero conhecer melhor a ribatejana. Faço a maior parte das refeições no dia-a-dia no refeitório do hospital mas às vezes vou ao restaurante 150 Gramas com colegas e gosto muito.

Não sou perita mas gosto de bricolage. Quando há coisas para pintar ou arranjar em minha casa gosto de o fazer mas também já ajudei familiares e amigos com mudanças e arranjos em casa. Tenho muitas vezes a ajuda da minha irmã mais nova. Quando o Hospital reabilitou a CERCI Flor de Vida foi uma experiência fantástica por poder ajudar outras pessoas e ver as reações que elas tiveram. Se nos tivéssemos ido embora antes de os utentes chegarem e não tivesse visto a forma como eles adoraram a mudança não teria sido tão gratificante.

Gostava de ter mais tempo para o voluntariado porque é viciante: quanto mais fazemos, e percebemos o quanto podemos ajudar os outros, mais queremos fazer. Antes da acção solidária do Hospital Vila Franca de Xira na CERCI Flor da Vida já tinha participado o ano passado com a minha irmã numa campanha do Banco Alimentar Contra a Fome a fazer os cabazes de Natal.

O ambiente é excelente na equipa do Hospital Vila Franca de Xira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...