uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
A aprendizagem e a formação académica são os melhores investimentos das nossas vidas

A aprendizagem e a formação académica são os melhores investimentos das nossas vidas

Hélder Esménio nascido a 14/05/1960, Presidente da Câmara de Salvaterra de Magos

Teve uma juventude preenchida, parte dela vivida “com empenho e entusiasmo” no pós 25 de Abril de 1974. Estudou, trabalhou, participou no movimento associativo e a única coisa que faria diferente, se voltasse aos trinta anos, era completar logo a licenciatura (era bacharel em engenharia civil) e fazer um mestrado, em vez de ter esperado dez anos como aconteceu.

Edição de 16.11.2017 | Aniversário

O que não aconteceu na região nos últimos trinta anos e deveria ter acontecido?

Perdemos demasiado tempo até começar a dar passos para a valorização da marca Ribatejo e por essa via ajudarmos a criar produto turístico que possa ser gerador de novos projectos empresariais, mais empregos e maior volume de negócios.

E para além do atraso na valorização da marca Ribatejo?

Houve a perda de apoios da União Europeia para a rede viária municipal. Isso vai impedir muitos municípios de características mais rurais e de povoamento disperso de melhorarem as condições de vida das suas populações.

Há solução?

A região não fez uma reflexão séria sobre o estado actual dos vários concelhos - ao nível de infra-estruturas e equipamentos, de condições de vida, de coesão social e territorial, etc - depois de 40 anos de Poder Local, o que não nos permite ponderar a possibilidade/necessidade de ter de introduzir alterações à Lei das Finanças Locais.

Essa atitude dos autarcas e governantes contribui sobremaneira para as assimetrias regionais que cada vez são mais evidentes e para as quais até os Fundos Europeus de Desenvolvimento Regional (FEDER), que as deviam atenuar, antes pelo contrário, as potenciam. Um dos exemplos mais recentes do mau serviço que prestamos às populações é o absurdo destino de verbas para a regeneração urbana que premeiam meio país, discriminando a outra metade.

A inauguração da Ponte da Lezíria sobre o Tejo e o Sorraia, ligando o Carregado a Benavente, foi inaugurada em 2007. O novo Hospital de Vila Franca de Xira em 2013. Que importância tiveram para si estes investimentos?

A melhoria das acessibilidades ao concelho de Salvaterra de Magos, em particular com a ponte da Lezíria, a ponte e o viaduto na EN 118 em Benavente e a A13 foram as decisões da administração central que mais contribuíram para nos aproximar da rede viária fundamental e por essa via do país. Já nas questões da saúde somos ainda um concelho periférico - às portas da Área Metropolitana de Lisboa e da capital de distrito - que aguarda pela fixação de mais médicos de família ao seu território.

Há quantos anos conhece
O MIRANTE? Que alterações lhe faria para gostar mais dele?

É uma relação (muito) antiga. Se pudesse alterar-lhe alguma coisa talvez lhe mudasse a cor verde do cabeçalho (riso)

Onde residia há trinta anos? Como era a terra nessa altura?

Vivia em Salvaterra de Magos. Há hoje melhores condições para viver no concelho.

Como acha que seria Portugal se tivéssemos ficado fora da União Europeia?

Um país menos desenvolvido, menos infraestruturado e com piores condições de vida a todos os níveis.

A aprendizagem e a formação académica são os melhores investimentos das nossas vidas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...