uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Auto-Estrada 13 com tecnologia avançada reforçou mobilidade na Lezíria do Tejo

Auto-Estrada 13 com tecnologia avançada reforçou mobilidade na Lezíria do Tejo

Edição de 16.11.2017 | Aniversário

Edição de 3-2-2005 No dia 1 de Fevereiro foi inaugurada uma nova via na Lezíria do Tejo que veio melhorar as condições de acesso ao sul do país. A Auto-Estrada 13, no traçado que era para ser do Itinerário Complementar 3 (IC3) liga Almeirim e Santo Estêvão, deveria ter continuação para a Chamusca, de modo a evitar o trânsito de pesados, que aumentou com os aterros sanitários e centros de tratamento de resíduos perigosos, em Carregueira. Mas que não foi feita passados mais de dez anos. Antes de a ligação ser concluída houve manifestações em Foros de Salvaterra porque um dos traçados do IC3 passava muito perto de casas. A construção da auto-estrada implicou uma engenharia complexa, sobretudo no viaduto do Vale do Sorraia, com quase dois quilómetros, que tem sensores e sistemas electrónicos que verificam o comportamento estrutural da ponte, permitindo saber se há deformações na estrutura ou se esta está a ser atingida por sismos. A obra foi inaugurada pelo então primeiro-ministro, Pedro Santana Lopes, que na altura disse acreditar que a A13 iria tornar a sub-região da Lezíria “mais atractiva” e permitir fixar a população. O que não teve, até agora, o impacto esperado.

Auto-Estrada 13 com tecnologia avançada reforçou mobilidade na Lezíria do Tejo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...