uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
O acontecimento mais importante dos meus trinta anos foi ter sido pai

O acontecimento mais importante dos meus trinta anos foi ter sido pai

Frederico Roque nascido a 20/01/1969, Administrador da Roques Vale do Tejo
Edição de 16.11.2017 | Aniversário

Se voltasse a ter trinta anos julgo que não faria nada diferente. E se cometi alguns erros serviram-me de ensinamento para o futuro.

Na minha juventude tive sempre a oportunidade de fazer o que gostava. Vivi esse tempo de forma intensa entre Lisboa e Santarém. Dediquei uma boa parte dessa fase da vida ao desporto automóvel que ainda hoje é a minha grande paixão.

O acontecimento mais importante dos meus trinta anos foi ter sido pai. Houve outros acontecimentos que recordo mas esse foi o principal.

O que não aconteceu na região nos últimos trinta anos e deveria ter acontecido? A região devia ter tido mais investimento económico para gerar aumento da população e posterior criação de postos de trabalho.

Recordo-me dos grandes investimentos feitos este século na região mas há uns que recordo mais que outros. Saliento a relevância da A23 e da ponte Salgueiro Maia, no que respeita às acessibilidades.

Conheço O MIRANTE praticamente desde o início. Existe uma relação de proximidade porque a empresa da nossa família, que hoje dirijo, sempre foi parceira de O MIRANTE.

Há trinta anos residia em Santarém onde ainda hoje vivo. Não podemos, hoje, comparar o que era há 30 anos. O mundo evoluiu e Santarém não foi excepção. Considero a cidade muito simpática para se viver.

Felizmente Portugal aderiu à CEE (actual União Europeia) em 1986. Se não fosse isso, hoje estaríamos isolados e seríamos um país subdesenvolvido.

O acontecimento mais importante dos meus trinta anos foi ter sido pai

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...