uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
O caso da família de Foros de Salvaterra que mobilizou a sociedade civil

O caso da família de Foros de Salvaterra que mobilizou a sociedade civil

Edição de 16.11.2017 | Aniversário

Na madrugada de 20 Junho de 2008, elementos da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Salvaterra de Magos, escoltados pela GNR, entraram pela casa de Marília Batista, em Foros de Salvaterra, e retiraram-lhe os três filhos menores por, alegadamente, a casa onde viviam ter falta de condições de higiene e habitabilidade. A intervenção despropositada nunca chegou a ser explicada pelos responsáveis dessa entidade. A sociedade civil emocionou-se com essa história, indignou-se com a decisão da CPCJ e mobilizou-se para construir uma nova habitação de raiz para que as crianças pudessem voltar ao lar. O que veio a acontecer em Março de 2010, depois de terem estado institucionalizadas durante um ano e oito meses. O caso chegou a ter contornos maquiavélicos quando em certa altura a assistente social deu um parecer negativo para que a família ocupasse a casa nova, por esta ter demasiado pó. O receio de que lhe retirassem novamente os filhos levou Marília Batista a emigrar com eles para Inglaterra, onde reconstruiu a sua vida e se sente feliz.

O caso da família de Foros de Salvaterra que mobilizou a sociedade civil

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...