uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Salvaterra de Magos mantém Derrama e IMI e sobe IRS em 2018 

Edição de 29.11.2017 | Economia

A Câmara de Salvaterra de Magos decidiu aumentar para cinco por cento a taxa de IRS no próximo ano, mais um por cento em relação a 2017. O presidente do município, Hélder Esménio (PS), referiu em sessão camarária que esta decisão é o resultado do aumento das despesas correntes que a câmara terá no próximo ano fruto do descongelamento da carreira dos funcionários públicos e da quebra das receitas de IRS que terá devido às novas medidas que entrarão em vigor, nomeadamente na criação de dois novos escalões de IRS e aumento do número de trabalhadores isentos desse imposto.
“Quando as despesas correntes sobem, o município tem de encontrar receitas correntes para compensar esse aumento e isso só é possível através dos impostos. Assim, no nosso entendimento, como as novas medidas do Estado já vão ajudar as famílias, decidimos receber mais receitas dessa taxa subindo mais um por cento”, explica o autarca.
Já o valor do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para 2018 mantém-se em 0,35 por cento para os prédios urbanos, o mesmo que tem aplicado em anos anteriores. Para Hélder Esménio, este é um “importante sinal” que a autarquia dá aos seus munícipes, abdicando de uma receita substantiva para o seu orçamento em prol da ajuda às famílias e às empresas.
Em relação à Derrama, o município de Salvaterra de Magos também optou por fixar a taxa abaixo do limite legal, ou seja, em um por cento para as empresas com um volume de negócios superior a 150 mil euros. Para as micro e pequenas empresas a autarquia decidiu manter a isenção de pagamento a todas as que tenham um volume de negócios inferior a esse valor. “É mais um apoio que é dado às empresas sediadas no concelho”, afirmou Esménio.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...