uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

As enxurradas de 1967, a ditadura e a censura

Edição de 29.11.2017 | O MIRANTE dos Leitores

Eu tinha 13 anos quando aconteceram as enxurradas e vivia em Lisboa. Tenho lido muita coisa sobre a censura feita à comunicação social da altura como proibição de publicação de fotografias e de divulgação do número de mortos. Não estou em condições de desmentir seja o que for mas posso testemunhar que me recordo dos relatos da altura feitos por familiares e amigos de meus pais e de outros rapazes mais velhos que pertenciam a uma organização religiosa S. Vicente de Paulo, parece-me, que foram ajudar as pessoas nos dias seguintes. Soube nessa altura que havia dezenas e dezenas de mortos; que alguns cadáveres eram de crianças; que muitos mortos estavam muito inchados; que as casas estavam todas destruídas e que também havia muitos animais mortos. Ouvi falar de pessoas sem nada, nem roupa nem nada para comer. É verdade que havia ditadura e que havia censura nos jornais mas pelo que me recordo deve ter sido impossível calar a informação que corria de boca em boca e de proibir fotografias de quem tinha máquinas. A polícia, a polícia política ou fosse quem fosse, não conseguiam chegar a todo o lado.
Jorge Manuel Ladoeiro

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...