uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Joaquim Botas Castanho distinguido no aniversário do Círculo Cultural Scalabitano

Joaquim Botas Castanho distinguido no aniversário do Círculo Cultural Scalabitano

Homenageado recordou a sua ligação à eclética associação que completou recentemente 63 anos.

Edição de 29.11.2017 | Sociedade

Numa época em que as pessoas não falavam nem nas ruas nem nos empregos sobre determinados temas, Joaquim Botas Castanho participou nos debates que decorreram em 1967 e 1969 no Teatro Taborda, em Santarém, e que eram vigiados pelos agentes da PIDE por terem como oradores importantes nomes da oposição democrática. Estava na direcção quando o Círculo Cultural Scalabitano (CCS) celebrou as bodas de prata e quando o espectáculo “Ode do Ribatejo” percorreu os vários palcos da região e do país, numa altura em que a associação lutava pela sobrevivência. Recordações não faltam ao antigo dirigente do Círculo Cultural Scalabitano que foi homenageado como o “Ilustre Amigo do CCS” no sábado, 25 de Novembro, no Teatro Taborda, em Santarém, durante o 63.º aniversário da associação.
“Lembro-me quando a Orquestra Típica Scalabitana começou a receber convites para ir ao estrangeiro e foi a Eisenberg, na Alemanha. O salão estava completamente cheio e foi uma satisfação ver os emigrantes que assistiam a apreciarem o espectáculo e a curiosidade das autoridades municipais e regionais alemãs presentes em querer conhecer a orquestra”, contou emocionado o jomenageado, que é também cônsul do Brasil em Santarém e foi vice-presidente do município.
Para Botas Castanho, mais do que ser reconhecido, o facto de ser feito por “uma associação como é o CCS é sempre algo especial”, não fosse este um local onde passaram várias gerações da sua família. “Foi aqui que os meus filhos se iniciaram no teatro e, mais tarde, a minha neta começou no ballet e no coro infantil enquanto durou”, disse.
A tarde de homenagem foi abrilhantada por momentos musicais, de teatro e de dança. Seguiu-se um jantar comemorativo no restaurante “Varanda do Parque”, onde foram ainda distinguidos Manuel Alfaiate, Maria Luísa Nunes e Octávio Mendes, pelos 25 anos como sócios, Joaquim Vale Cruz, Nuno Domingos e Vítor da Silva com a medalha de honra e Margarida Fróis, Angelina Maia e Leonor Lopes com a medalha de mérito.
Recorde-se que Joaquim Botas Castanho foi distinguido com prémio Personalidade do Ano – Vida em 2006 por
O MIRANTE. Uma iniciativa que tem como objectivo manifestar tributo público a pessoas que se evidenciaram pela nobreza do seu carácter e pela excepcionalidade das suas acções.

Joaquim Botas Castanho distinguido no aniversário do Círculo Cultural Scalabitano

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...