uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Confusão no Centro Social da Parreira por causa de herança de 52 mil euros

Edição de 06.12.2017 | Política

A assembleia do Centro de Apoio Social da Parreira foi interrompida sem que se tomasse qualquer decisão por causa de divergências entre associados e a direcção da instituição do concelho da Chamusca relativas a 52 mil euros de uma herança de dois utentes. Dinheiro que foi entregue ao centro. A assembleia foi adiada para dia 16, altura em que a direcção, em funções há quatro anos, promete mais esclarecimentos.
O presidente da direcção, Manuel António, contactado por O MIRANTE, explica que tudo começou quando um grupo de cerca de vinte associados colocou em causa as decisões da direcção, alegando que querem tomar de assalto a instituição. “Esses sócios até burro me chamaram”, afirma o dirigente da instituição, que conta com cerca de três centenas de associados.
As duas dezenas de associados descontentes, os únicos a comparecerem na assembleia, querem saber onde está o dinheiro da herança. Manuel António explica a O MIRANTE que desse dinheiro foram gastos dezanove mil euros, para o arranjo de um jardim exterior na instituição e que o restante dinheiro está numa conta da Caixa Geral de Depósitos. Só quem tem acesso a essa conta é a direcção. O dirigente acrescenta que esse dinheiro só pode ser aplicado em melhoramentos no lar, segundo ficou expresso no testamento.
Outro dos pontos que gerou polémica foi a contracção de um empréstimo no valor de 20 mil euros, que o presidente da instituição garante ser para a aquisição de uma carrinha para o apoio domiciliário, serviço que actualmente tem sete utentes.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...