uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Novo executivo da Câmara de Ourém quer rever dois projectos em Fátima

Em causa está o parque de lazer e a requalificação da EN 356

Edição de 13.12.2017 | Política

O projecto da primeira fase do parque de lazer de Fátima e o acordo com a Infraestruturas de Portugal (IP) para requalificar a Estrada Nacional (EN) 356, entre o entroncamento de acesso ao nó da A1 e a rotunda sul, em Fátima, vão voltar a ser discutidos pelo novo executivo municipal. A decisão foi tomada na última sessão da Assembleia Municipal de Ourém (AMO) onde foi aprovada a retirada de ambos os pontos.
O presidente do município, Luís Albuquerque (PSD/CDS), pediu para que a proposta do parque de lazer fosse retirada para que possa ser avaliada pelo novo executivo. “Não faz sentido aprovar a obra por partes e queremos rever tudo para podermos decidir da forma mais correcta. O documento regressará à assembleia municipal quando reunir condições para ser votado em conjunto”, justificou Albuquerque.
Em relação à requalificação da EN 356, entre o acesso à A1 e a rotunda sul de Fátima, o presidente do município pediu para que o ponto também fosse retirado da ordem de trabalhos. Albuquerque explicou que a proposta resulta do acordo com a IP de transferir a requalificação deste troço para o município mediante o pagamento de 800 mil euros pela entidade.
“O investimento previsto para esta requalificação está estimado em cerca de dois milhões de euros, fora a compra de terrenos e a construção de uma rotunda na estrada. O município não tem condições de pagar uma obra que deverá ascender aos três milhões de euros por isso queremos voltar a negociar com a IP”, esclareceu.
Os eleitos da AMO concordaram com a retirada dos dois pontos, sendo que o deputado António Gameiro (PS) considerou positivo que se retome as negociações com a IP no caso da requalificação da EN 356.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...