uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara de Azambuja aprova orçamento de 16,2 milhões de euros para 2018

Edição de 28.12.2017 | Sociedade

A Câmara Municipal de Azambuja aprovou o orçamento municipal para 2018, no valor de 16,2 milhões de euros, dando prioridade a investimentos nas áreas da Cultura, Turismo, Desporto, Juventude e Educação. O novo orçamento, assim como as Grandes Opções do Plano (2018/2021), foi aprovado pelo executivo liderado por Luís de Sousa (PS) com os votos favoráveis do PS e com a abstenção do PSD e da CDU.
Em comunicado, a Câmara Municipal de Azambuja refere que este orçamento “continua a revelar a recuperação económico-financeira do município, uma vez que existe uma subida superior a um milhão e meio de euros face ao do ano transacto (14,7 milhões de euros)”.
A mesma nota refere que o sector da Modernização Administrativa e Reorganização dos Serviços será o que irá absorver uma fatia maior do orçamento (19,6%), mas que as prioridades de investimento serão os pelouros da Cultura, Turismo e Juventude (17,5 %), o da Educação (15,3%) e o do Ambiente e Saneamento (15,1%).

IMI baixa devagarinho e beneficia freguesias mais despovoadas
A nível dos impostos municipais, o município de Azambuja aprovou uma taxa de IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) de 0,37% e a manutenção do IMI familiar, com deduções de 20 euros para famílias com um dependente, 40 euros com dois e 70 euros com três ou mais dependentes. Em 2017 a taxa de IMI para prédios urbanos foi de 0,38.
Durante a reunião foram também aprovados os impostos municipais a aplicar durante 2018, incluindo IMI e a discriminação positiva nas freguesias mais envelhecidas.
O IMI no concelho de Azambuja contempla ainda “uma discriminação positiva aplicada em algumas freguesias mais afectadas pelo despovoamento e pelo envelhecimento da população. Nesse sentido, haverá uma redução de 24% na taxa na União de Freguesias Manique do Intendente, Vila Nova de São e Maçussa, 19% na freguesia de Vale do Paraíso, 14% em Alcoentre e 10% em Aveiras de Baixo.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...