uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Carlos Figueiredo
foto O MIRANTE

Carlos Figueiredo

Vidreiro - Vidreira MJ Figueiredo, 58 anos, Santarém

Edição de 11.01.2018 | Agora Falo Eu

Quando está a almoçar ou a jantar com a família ou amigos e há alguém que passa o tempo a consultar o telemóvel isso incomoda-o? Não. Isso não me incomoda.

Devia haver mulheres a arbitrar jogos de futebol da Primeira Liga? Acho que as mulheres têm o mesmo direito, desde que tenham formação, mas não tenho uma opinião formada sobre este assunto.

Com que idade é que acha que se vai reformar? Espero que seja aos 65 anos se, entretanto, não aumentar a idade para a reforma. (Nota da redacção: actualmente a idade da reforma já é de 66 anos e quatro meses)

Acha possível virmos a sofrer atentados terroristas como os que acontecem noutros países? Se pertencemos à União Europeia existe essa possibilidade.

Lê as notícias em jornais em papel ou prefere a internet? Depende das situações mas normalmente folheio o jornal ao final do dia.

Em quantas localidades viveu até agora desde que nasceu? Vivi sempre em Santarém.

O que é que lhe provoca um sono irresistível? O trabalho. Nos dias que tenho mais trabalho durmo profundamente.

Sente que seria capaz de ser um bom primeiro-ministro? Não gosto de política, logo não me vejo nessa posição.

2017 foi um bom ano para si? O ano de 2017 não foi mau e espero que 2018 seja igual ou melhor.

Se lhe oferecessem bilhetes para a ópera ia ver, mesmo que fosse obrigatório usar fato escuro ou “smoking”? Sim, iria. Seria mais pela curiosidade de ver aquele espectáculo ao vivo, já que nunca vi nenhum.

Alguma vez pensou escrever um livro? E se escrevesse um, escrevia sobre que assunto? Não tenho aptidão para escrever livros.

Sabe andar de bicicleta e de mota? Sim, sei andar.

Todas as tradições devem ser defendidas ou há algumas que mais vale esquecê-las? Existem algumas tradições que mais vale esquecer e outras que devem ser defendidas porque são importantes a nível cultural.

Lembra-se do nome de algum Presidente da República antes de Cavaco Silva? Os presidentes de que me recordo mais são Mário Soares e Jorge Sampaio.

Tenta aproveitar as promoções dos supermercados ou não liga e compra o que precisa? Normalmente quem vai às compras é a minha esposa mas tentamos aproveitar as promoções para podermos poupar um pouco.

O voto devia ser obrigatório? Sim, acho que o voto deveria ser obrigatório por ser, além de um direito, um dever cívico. Todos temos responsabilidade social.

Lembra-se da maior extravagância que fez na sua vida? Não faço extravagâncias.

Se houvesse um referendo para saírmos da União Europeia e do Euro qual acha que seria o resultado? O resultado seria mantermo-nos na mesma situação em que estamos.

Alguma vez teve a tentação de ler um manual de instruções de um electrodoméstico que tenha acabado de comprar? Habitualmente leio todos os manuais dos equipamentos para saber como funcionam.

Fecha a água enquanto escova os dentes ou enquanto se ensaboa no banho? Fecho sempre a água. Não podemos desperdiçar água uma vez que é um bem escasso.

Ainda tem tempo para tomar o pequeno-almoço em casa ou toma-o no café ao pé do emprego? Tomo o pequeno-almoço sempre em casa. Não gosto de sair de casa sem comer.

Quantos guarda-chuvas costuma perder num Inverno bastante chuvoso? Não perco guarda-chuvas porque não uso.

Costuma ter ciúmes? Não sou ciumento.

Ir comprar roupa ou sapatos dá-lhe prazer? E gosta de fazer essas compras sozinho ou acompanhado? Gosto de escolher o melhor sapato, principalmente em conforto. Às vezes vou acompanhado.

Costuma utilizar auto-estradas mesmo tendo estradas alternativas? Não sou adepto de auto-estradas. Só as utilizo em último recurso.

A justiça é mesmo igual para todos? A justiça é igual mas não é aplicada da mesma forma em certas situações.

Qual o seu prato preferido de bacalhau? Bacalhau com grão.

Quando andava na escola gostava mais de português ou de matemática? Gostava mais de português.

Como gostaria de ser recordado? Não gostaria de ser recordado de nenhuma maneira especial porque não fiz nada para isso.

Já apanhou alguma multa de trânsito? Nunca fui multado.

Sabe o nome do seu médico de família? Há quanto tempo não o vê? Sim, sei o nome do meu médico de família. Vou uma vez por ano fazer exames.

A instalação de câmaras de vídeovigilância é uma boa maneira de combater a criminalidade? Sim, acho que é uma boa forma de combater a criminalidade.

Carlos Figueiredo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...